Problema na central de controle do câmbio e airbag são os alvos dos chamados

De uma só vez, a Toyota está convocando o Corolla para dois recalls. O primeiro é o já conhecido chamado para troca do airbag do passageiro, fornecido pela Takata. Como em outros milhões de veículos, o deflagrador da bolsa pode se romper em pedaços durante o acionamento e causar graves ferimentos (ou morte) no ocupante. Como são pedaços de metal, assumem forma afiada. 

O chamado envolve 53.635 unidades do Corolla 2013. A partir de 4 de abril, os proprietários podem agendar a substituição do deflagrador em qualquer concessionária. 

Modelo

Data de fabricação

Chassis envolvidos

Código alfanumérico

Últimos 8 dígitos do chassi

Corolla

07/01/2013 a 20/12/2013

9BRBD48E

D2602000 - E2642203

9BRBL42E

D4759577 - E4789205

 

Comparativo VW Virtus x Toyota Corolla

O segundo chamado envolve 65.963 unidades do sedã. O Corolla GLi 1.8 com câmbio CVT está sendo convocado por um defeito na programação do módulo da transmissão, que pode atuar de forma incorreta na solenoide e, por isso, entrar em modo de emergência, limitando a velocidade em 60 km/h. O módulo será reprogramado e, em alguns casos, o câmbio será reparado. 

Modelo

Data de fabricação

Chassis envolvidos

Código alfanumérico

Últimos 8 dígitos do chassi

Corolla GLi

1.8 automático CVT

31/10/2013 a 11/08/2017

9BRBL3HE

J0104446 - J0125110

9BRBLWHE

F0001003 - H0104445

Galeria: Comparativo - Toyota Prius e Corolla Altis