Modelo será apresentado quase simultaneamente no Salão de Paris e no Salão de São Paulo

De todos os lançamentos prometidos pela Volkswagen brasileira até 2020, o mais esperado deles é o T-Cross. SUV compacto derivado do Polo, ele vem brigar no segmento mais quente do mercado, encarando Honda HR-V, Hyundai Creta e Nissan Kicks, entre outros. Novos informes sobre o projeto dão conta de que a versão de produção será apresentada quase simultaneamente no Salão de Paris (outubro) e Salão de São Paulo (novembro). A produção no Paraná terá início em janeiro de 2019. 

2018 Volkswagen T-Cross CUV spy photo

Desenvolvido sobre a plataforma MQB, assim como o T-Roc, o T-Cross terá proposta mais urbana. Por isso, ao menos no começo, não está prevista versão com a tração integral 4Motion, mesmo para o mercado europeu. Motores serão os conhecidos TSI 1.0 e 1.4, sendo que no Brasil haverá ainda o 1.6 MSI nas versões de entrada. Já o 1.4 TSI de 150 cv é esperado para a versão esportiva GTS, que também será aplicada no Polo e no Virtus. O câmbio será manual de 5 marchas nas versões mais baratas (somente 1.6), passando a automático de 6 posições nas mais caras. Preços deverão partir de R$ 75 mil.

Como no T-Roc, um dos destaques do T-Cross será a possibilidade de ter o teto em cor diferente da carroceria, recurso já utilizado pelo rival Kicks. Internamente, painel, acabamento e diversos componentes serão comuns ao Polo, incluindo a oferta do quadro de instrumentos digital e a central multimídia de 8" com App Conect. 

Flagra VW T-Cross 2019 interior
Flagra VW T-Cross 2019 interior

O lançamento do T-Cross faz parte da ofensiva da VW no segmento SUV, que terá ainda outras quatro novidades para o Brasil: Tiguan AllSpace, Teramont (Atlas), T-Track (SUV do Up!) e o inédito Tharu, versão VW do Skoda Karoq que será feita na Argentina para combater o Jeep Compass.    

Fotos: arquivo Motor1.com

Galeria: Volkswagen T-Cross - Flagra

Foto de: Automedia