Compacto nasceu como conversível de design ousado em 1996, antecipando a primeira geração do subcompacto da Ford

Nome: Ford Ghia Saetta

Apresentação: Salão de Turim (Itália) - 1996

Especificações: Motor 1.3 de quatro cilindros, tração dianteira, dois assentos

Porque lembramos dele:

Até a primeira metade da década de 1990, a Ford tinha o Fiesta como seu carro de entrada para a Europa. Depois desceram um degrau em 1996, com o lançamento do subcompacto Ka. Pouco antes de sua estreia, a marca adiantou um pouco de como seria o modelo com o conceito Ghia Saetta, apresentado no Salão de Turim (Itália).

Conceitos Esquecidos: Ford Ghia Saetta

Visto de traseira, é impossível associar o Saetta com a primeira geração do Ka. As lanternas em forma de V e o porta-malas em um ângulo mais baixo enganam completamente. Mas é fácil notar sua ligação com o compacto olhando para a frente, com o jogo de formas entre grade e faróis, muito semelhante ao do modelo final. Boa parte do interior também acabou sendo levado para a versão de produção, especialmente o painel de desenho arredondado.

Batizado de Saetta (relâmpago, em italiano), o conceito utilizava a filosofia de estilo que a Ford batizou de “New Edge”. Era construído sobre a plataforma do Fiesta e, por conta de seu porte compacto, tinha apenas dois assentos. Sob o capô estava o motor 1.3 Endura E de quatro cilindros, o mesmo do Fiesta e que acabou usado no Ka de produção.

Conceitos Esquecidos: Ford Ghia Saetta

Foi um carro impressionante para a época, com seu design ousado e detalhes com formas bem definidas, como a peça cinza do para-choque que se integrava aos para-lamas. Tinha painéis de fibra de carbono no exterior e uma barra longitudinal que ligava o para-brisa à parte de trás. Foi leiloado por US$ 58.750 (R$ 191,2 mil) há alguns anos.

Fotos: Divulgação

Leia também:

Galeria: Conceitos Esquecidos: Ford Ghia Saetta