Não é a primeira vez que a marca demonstra interesse em lançar a picape por lá

Embora nenhuma confirmação oficial tenha sido dada até agora, é fato que o ressurgimento do mercado de picapes médias na América do Norte tem atraído fortemente o interesse dos executivos da Volkswagen. A marca por diversas vezes já demostrou vontade em ingressar no segmento por lá e, não por acaso, registou em novembro passado no escritório de patentes dos Estados Unidos o batismo 'Amarok'. O documento não comprova que a camionete, de fato, será lançando localmente, mas atesta que o nome poderá ser usado para designar qualquer "veículo terrestre, versão, série especial, motor, peças ou acessórios".

Leia também:

Comparativo - Chevrolet S10 High Country, Nissan Frontier LE 4x4 e Volkswagen Amarok Extreme

A medida poderia ser interpretada apenas como uma tática comum da indústria para guardar a propriedade intelectual, mas os planos da VW vão bem mais além. Desde 2014 a marca ensaia explorar este segmento na América do Norte e os números de vendas cada vez mais expressivos só aumentam esse interesse. A General Motors, por exemplo, atua na categoria com as bem-sucedidas Chevrolet Colorado e GMC Canyon, ao passo que Honda e Toyota marcam presença com Ridgeline e Tacoma, respectivamente. Nas próximas semanas, será a vez de a Ford voltar ao páreo com uma versão renovada da Ranger.

Comparativo - Chevrolet S10 High Country, Nissan Frontier LE 4x4 e Volkswagen Amarok Extreme

Nada impende, portanto, que a Volks leve a Amarok para lá (seja nesta ou na próxima geração) ou ainda que siga uma caminho diferente, como sugeriu em janeiro do ano passado. Na época, a marca afirmou que poderia desenvolver uma picape com base na plataforma MQB do SUV Atlas, aos moldes do que a Honda fez com a Ridgeline (derivada do SUV Pilot). A ideia seria ter um modelo com carroceria monobloco, foco em espaço e alinhamento à proposta life-style.

Fonte: Motrolix

Galeria: Nova Volkswagen Amarok 2017