Governador aciona marca judicialmente após confirmação de fábrica em Goiás

Por um lado, a JAC Motors resolveu um de seus problemas, finalmente decidindo onde terá sua fábrica no Brasil. Porém, a questão ainda causa dores de cabeça. Isso porque Rui Costa, governador da Bahia, revelou ao jornal Correio que entrou com uma ação judicial contra a fabricante para ser ressarcido pelos incentivos concedidos. Valores não foram divulgados, porém fontes do Correio citam que ficaria em torno de R$ 100 milhões.

Leia também:

“Nós já acionamos judicialmente e eu estou tomando todas as medidas legais para ter o ressarcimento da JAC Motors. Inclusive, estou fazendo uma comunicação ao governo chinês, de que o seu parceiro no Brasil é uma pessoa inidônea”, afirma Rui. A marca é representada em nosso mercado pelo Grupo SHC, de Sérgio Habib. Rui vai além e diz que enviou um ofício à Embaixada Chinesa explicando as dívidas da marca com o estado e a Fazenda.

A fábrica deveria ter sido erguida em Camaçari, num terreno que foi comprado pela JAC diretamente do governo estadual. O investimento seria de R$ 1 bilhão e, na época, falava-se da produção de um novo hatchback – que evoluiu e tornou-se o crossover T40. Foi assinado um protocolo de intenções, o que levou a JAC a ser habilitada pelo Inovar-Auto.

O governador cita outros problemas. A JAC teria obtido um empréstimo da Desenbahia e ofereceu o terreno em Camaçari como garantia. “Se ele não construísse, eu iria receber aquele dinheiro como? Com um terreno que já era meu?”, explica o político.

Procurada pela reportagem de Motor1.com, a JAC Motors não se manifestou a respeito. O post será atualizado quando a marca se posicionar.

Fonte: Correio
Fotos: Divulgação

Envie seu flagra! flagra@motor1.com