Street urbana de nova geração troca motor 150 cc por um 200 cc

Apresentada como um dos destaques da Dafra no Salão Duas Rodas, a nova geração da street Apache chega com motor mais forte e completamente reformulada para a linha 2018. Ela substitui a antiga Apache RTR 150, que teve mais de 36 mil unidades vendidas no Brasil entre 2010 e 2014. 

Desenvolvida pela TVS, um dos maiores fabricantes da Índia, a nova Apache 200 tem como principal atração o novo motor monocilíndrico de quatro válvulas e 197,7 cc, com injeção eletrônica, capaz de gerar 21,02 cv de potência (8.500 rpm) e 1,85 kgfm de torque (6.500 rpm) - antes, o 150 cc anterior era carburado e entregava 14 cv e 1,25 kgfm, respectivamente. O câmbio se manteve de 5 marchas. 

Dafra Apache 200
Dafra Apache 200

Outra evolução se deu no sistema de freios, que passou a contar com discos nas duas rodas (270 mm na frente e 240 mm atrás), além de ter o recurso FH-CBS de frenagem combinada - no qual o freio dianteiro é ativado em parte toda vez que o traseiro for acionado, reduzindo o espaço de parada e melhorando o equilíbrio da moto. 

O chassi é de berço duplo com suspensões de garfos convencionais na dianteira (117 mm de curso) e braço oscilante monoamortecido na traseira (105 mm de curso). As rodas são de liga-leve aro 17" com pneus sem câmara, medidas 90/90 na dianteira e 130/70 na traseira. Perda em relação ao modelo anterior ocorreu na capacidade do tanque de combustível, que foi reduzido de 16 para 12 litros. O peso seco é de 139 kg. 

O painel passa a ser digital, com tela de LCD iluminada por LEDs, enquanto a lanterna traseira e as luzes de posição (setas) também em LEDs. Valores ainda não foram divulgados, mas a Dafra promete "tecnologia e performance similar às motos de 250 cc, porém com preço mais atrativo".  

Fotos: Motor1.com e divulgação

Gallery: Dafra Apache 200