Mais de 1 ano depois de mostrado no Salão de São Paulo, modelo segue em testes

A Chery enfrentou um período de problemas em sua fábrica de Jacareí (SP). Além dos funcionários em greve de 28 de setembro até 30 de outubro, a operação brasileira da marca foi colocada a venda. Tudo isso pode ter atrasado o lançamento do Tiggo 2, o SUV da Chery que foi mostrado no Salão de São Paulo que substitui o Celer na linha de montagem. Mesmo assim, flagramos uma unidade em testes na região de São Bernardo do Campo (SP). 

Leia também:

O desenho do Tiggo 2 não é mistério para ninguém, já que além de mostrado em São Paulo, ele foi apresentado no Salão de Buenos Aires, em junho, mas esta unidade carrega mais camuflagem que o carro que foi flagrado por nós há alguns meses na região de Jacareí. Como a JAC com o T40, a Chery apostará no Tiggo 2 para mudar o conceito que as pessoas tem de seus modelos, melhorando o design, montagem e acabamento. 

Flagra - Tiggo 2
Flagra - Tiggo 2

O Tiggo 2, que concorrerá com os aventureiros como Renault Stepway, Honda WR-V e alguns SUVs compactos de entrada, como o Nissan Kicks, usa a plataforma do Celer. Mecanicamente, usa o 1.5 flex de até 113 cv ligado ao câmbio manual de 5 marchas ou automático CVT para atender uma exigência do público deste segmento. Se os valores forem alinhados ao JAC T40, começará em cerca de R$ 58 mil. 

Galeria: Chery Tiggo 2 no Salão de Buenos Aires

O lançamento, que já foi prometido para o primeiro semestre deste ano, foi adiado. Mesmo a Chery falando em apresentá-lo antes do fim de 2017, não será surpresa se ele ficar para 2018, já com o câmbio automático disponível.  

Fotos: Motor1.com Brasil