Com autonomia de 200 km, o e-Delivery poderá ser visto em serviço a partir do ano que vem

A partir de 2018, será possível passar ao lado de um caminhão em movimento e não ouvir aquele barulho alto do motor turbodiesel. A MAN, marca responsável pela divisão de ônibus e caminhões da Volkswagen, apresentou o e-Delivery, o primeiro caminhão elétrico da marca, que foi desenvolvido no Brasil e começará a operar em frotas a partir do ano que vem. 

Leia também:

Destaque na Fenatran, o e-Delivery foi também destaque na Alemanha, durante o evento "Innovation Day", da própria divisão da VW. O motor elétrico é fornecido pela Eletra, e produz o equivalente a 109 cv e 50,3 kgfm de torque, disponíveis instantaneamente, e o câmbio é automático. A autonomia é de até 200 km, com baterias recarregáveis em modo rápido (30% de recarga em apenas 15 minutos) ou normal, com recarga completa em até 3 horas, em tomada padrão CCS, o mesmo utilizado em outros veículos elétricos. 

Galeria: Volkswagen e-Delivery

O sistema de freios regenerativos tem 3 níveis de operação e, além de ajudar na recarga da bateria, ajuda na frenagem do caminhão e preserva o sistema de freios, reduzindo o custo de manutenção deste componente. Com o Eco-Mode, a utilização das baterias é menor. Todos os demais componentes, como suspensão, chassi, rodas e pneus, seguem o mesmo padrão dos demais Delivery. Suas dimensões atendem o padrão VUC, permitindo o uso em centros urbanos com circulação restrita.

O caminhão começará a operar em 2018 em frotas específicas, que a marca chama de "frotas piloto". Ele será oferecido em duas versões (9 e 11 toneladas). 

Fotos: divulgação