Cerca de 600 novos funcionários serão contratados para a produção em Resende

Importado do México desde o lançamento no segundo semestre do ano passado, o crossover Kicks não deve demorar para finalmente ser produzido em Resende (RJ). Em entrevista concedida ao jornal O Estado de S. Paulo, François Dossa, presidente da Nissan do Brasil, confirmou que a previsão é de que as unidades nacionais cheguem às lojas entre maio e junho.

A operação demandará cerca de R$ 200 milhões em investimento, além dos R$ 500 milhões já aplicados no ano passado. O montante custeará a implantação de um segundo turno de produção e viabilizará a contratação de pelo menos 600 novos funcionários. Ao final do plano, a meta é ter 2.100 trabalhadores na montagem do Kicks, Versa e March.

Nissan Kicks - Resende

Por ter mais componentes eletrônicos e tecnologias, a montagem do crossover exigirá um número de atividades cerca de 20% superior aos compactos. No mês passado, inclusive, unidades de testes foram montadas e submetidas às primeiras avaliações de qualidade.

A nacionalização também implicará no lançamento de novas versões além das atuais SV e SL, incluindo configurações com câmbio manual - hoje apenas o CVT é oferecido.

Leia também:

Fotos: divulgação 

Nissan Kicks na fábrica de Resende