Sentiu falta de alguma marca ou modelo durante o evento? Nós também

Após 10 dias para o público e mais dois dias de imprensa, o Salão do Automóvel encerrou sua edição 2018. Embora o evento tenha sido mais animado do que em 2016, tanto por mais lançamentos imediatos quanto por promessas para os próximos dois anos, não pudemos deixar de notar algumas ausências importantes. E elas vão desde marcas que decidiram não participar do evento, como Peugeot, Citroën, Land Rover e Volvo, a até modelos que foram revelados dias depois na China.

Citroën C4 Cactus Shine

Peugeot, Citroën e outras marcas

Há alguns anos, participar de um Salão do Automóvel era algo obrigatório para qualquer fabricante. Hoje em dia não é mais assim. Algumas empresas, como Volvo e Jaguar Land Rover, estão selecionando a dedo quais serão os eventos em que participarão no ano e, se não tiverem um bom motivo para montar um estande, preferem investir essa grana em um evento próprio de lançamento, evitando disputar espaço na mídia e ainda, em alguns casos, até gastando menos.

Só que algumas ausências são mais difíceis de justificar. A Citroën lançou o C4 Cactus neste ano, modelo que promete dar nova vida à fabricante francesa no país, e participar do Salão seria um jeito de dar mais destaque ao crossover, além de mostrar que a marca está "viva". Porém, o Grupo PSA decidiu ficar de fora. A chinesa JAC, assim como nas últimas edições, também decidiu não montar um estande, mesmo que tivesse novidades como os SUVs T50 e T70, e a futura picape média.

Chevrolet Blazer 2019

Chevrolet Blazer

Todo mundo conhece o Chevrolet Blazer, é um nome forte que garantiu seu espaço no Brasil. Imagina então a nova geração, com cara de Camaro e uma pegada de SUV de luxo, brigando diretamente com o Ford Edge. A marca diz que não tem intenção de vendê-lo por aqui, mas teria sido um ótimo show car e poderia avaliar uma possível importação do carro, ainda mais na inédita versão de 7 lugares, antecipada na China por um novo conceito.

Fiat X1P, segundo Jonathan Machado

Conceito da nova Fiat Strada

Há tempos falamos de uma mudança para a Strada. A picape compacta está há 20 anos no mercado apenas com mudanças de design, mas sem receber uma nova geração. A Fiat trabalha em um novo modelo, que será uma mistura da plataforma do Mobi com a Fiorino, mas parece não ter pressa alguma para mostrar, já que não fez nem um conceito de como ela deve ficar. E, como seu estande foi muito mais povoado por modelos mais abstratos do que lançamentos, a picape teria ajudado como um modelo mais próximo das ruas.

Kia Cerato 2019

Kia Cerato

A nova geração do Kia Cerato está chamando a atenção no mundo todo – pena que não no Brasil. Por algum motivo, a empresa resolveu não apostar no sedã médio e não o trouxe nem para só dar um alô em seu estande. Uma pena, já que o novo Cerato poderia ganhar mais espaço no segmento, ainda mais agora que é produzido no México. Em vez dele, a Kia preferiu mostrar o Stonic, um SUV sem plano algum de ser vendido aqui... 

Jeep Yuntu Concept

Jeep Yuntu/Grand Commander

Sabemos que a Jeep trabalha em um SUV de sete lugares para países emergentes. Ele já foi revelado na China com o nome de Grand Commander. Por aqui, a marca registrou a versão conceitual, o Yuntu, que poderia ter pintado no estande da empresa, ao lado do Renegade reestilizado, do novo Wrangler e do Cherokee renovado.

Ford Ranger 2019 - EUA

Ford Ranger reestilizada

O estande da Ford estava melhor do que em 2016: teve o EcoSport sem estepe, o Edge ST e o Territory (modelo que chega em 2020). Mas, ao invés de dar mais moral para a Ranger com a versão reestilizada e deixá-la alinhada com o resto do mundo, a marca achou melhor mostrar dois conceitos: a Ranger Black e a Ranger Storm.

Ford Fusion 2019 - Ao Vivo Nova York

Ford Fusion reestilizado

Outro modelo que a Ford ficou devendo foi o Fusion reestilizado. O sedã passou por uma renovação, revelada no Salão de Detroit deste ano e, considerando que ele vende bem para a sua faixa de preços, esperávamos por mudanças. Ainda mais que o nosso modelo é produzido no México, tanto para os EUA quanto para o Brasil.

Volkswagen Atlas Cross Sport concept

Volkswagen Atlas Sport

A Volkswagen foi uma das marcas que mais mostrou novos carros e conceitos no Salão. Não esperávamos pela picape Tarek, nem mesmo como conceito, já que poderia roubar a atenção do T-Cross. Porém, a marca poderia ter trazido também o conceito do Atlas Sport, já que a empresa tem planos de lançar um SUV acima do Tiguan, e tudo indica que será a versão de cinco lugares do Atlas, chamada de Sport.

Audi Q3

Novo Audi Q3

O Audi Q3 é o carro mais vendido da marca alemã no Brasil e faria todo sentido mostrar a nova geração durante o Salão, já que ela foi apresentada há poucas semanas no Salão de Paris. Porém, o modelo atual é feito em São José dos Pinhais (PR) e a fabricante ainda deve ter um bom estoque do SUV, o que deve ter motivado a empresa a não mostrar o novo carro por aqui.

Novo Audi A1 no Salão de Paris

Audi A1

Outra ausência no estande da Audi foi o novo A1. O hatch de entrada da marca é basicamente o primo rico do Polo e poderia até ser produzido no Brasil, em São José dos Pinhais, aproveitando que a fábrica é preparada para fazer modelos com a plataforma MQB-A0. O mais provável é que a Audi ainda estude a venda do novo A1 como importado e não quis criar expectativa.

Toyota Prius Flex - Apresentação

Toyota Prius flex

Não sabemos se a Toyota já encerrou os testes com o Prius com motor flex. Mesmo que ainda seja um protótipo, a fabricante japonesa poderia ter levado uma unidade para o Salão, já que o tema principal era veículos eletrificados e conectados. Nem precisava ser o próprio carro, bastava ser um Prius com os mesmos adesivos e uma tela explicando a tecnologia, o suficiente para que o público pensasse em como seria um híbrido abastecido com etanol.

Toyota RAV4 2019

Novo Toyota RAV4

O Toyota RAV4 é o SUV mais vendido do mundo. A nova geração foi lançada neste ano e, pelo visto, irá demorar um pouco para chegar ao Brasil. O modelo atual tem vendas bem tímidas, então mostrar a nova geração não iria causar nenhum problema. Além de revelar sua nova cara, bem diferente do modelo vendido no nosso mercado, ainda poderia aproveitar para aparecer na versão híbrida.

Toyota Corolla 2020

Novo Toyota Corolla

Ainda com o Salão de São Paulo aberto ao público, a Toyota mostrou o novo Corolla na China. Entendemos que a estreia no Salão de Guangzhou é mais importante, por conta do tamanho do mercado, mas a fabricante poderia ter trazido o Corolla em outra versão para o nosso mercado, só para mostrar o futuro da empresa - nem que fosse na forma do Corolla Hatchback ou da perua Corolla Touring Sports. Deve ter optado por não mostrar porque nova geração do sedã ainda demora para chegar ao Brasil: só no primeiro semestre de 2020.

Mercedes Classe X em Paris

Mercedes-Benz Classe X

A picape média da Mercedes-Benz teria feito muito barulho se tivesse aparecido no estande. Mas foi exatamente por isso que a fabricante alemã decidiu não levá-la ao Salão do Automóvel. A marca já tinha um monte de novidades, como o novo Classe A e sua inédita versão sedã, o elétrico EQC, o superesportivo Project One e mais. Colocar a picape no estande poderia ter "apagado" os outros carros.

 

Honda HR-V 2019 (Brasil)

Honda HR-V Touring

Dos dois anúncios de produto da Honda, o mais importante era o HR-V Touring 2019, que agora terá motor 1.5 turbo igual ao do Civic. Porém, o modelo ficou só nas palavras do presidente da fabricante, pois ele não estava no evento. No estande da japonesa, só o HR-V EXL. Era um bom momento para mostrar o SUV turbinado, já que o rival VW T-Cross 1.4 TSI estava ali perto com toda a pompa e circunstância.

 

Renault Sandero 2018 - INPI

Renault Sandero

A Renault trabalha em dois lançamentos para 2019. Um deles é a picape Alaskan, que não deu as caras durante a coletiva da empresa, mas que foi colocada no estande nos dias seguintes. Já o outro será a renovação da dupla Sandero e Logan, que receberão novo design e motor 1.6 ligado ao câmbio CVT. Considerando que o hatch ainda vende bem e terá uma mudança profunda na traseira, poderia ter sido antecipado por um conceito, servindo como algo mais popular além do Kwid Outsider.