Para ficar dentro do limite de R$ 70 mil, algumas versões recebem pacotes especiais para a venda ao público PCD

A Lei Nº 8.989, de 24 de fevereiro de 1995 (válida até 31 de dezembro de 2021), garante a deficientes e parentes que colaborem com sua mobilidade o direito de comprar um carro zero quilômetro a cada dois anos com a isenção de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), além de outras isenções, como IPVA e rodízio municipal (em São Paulo, Capital). Com o limite de valor de R$ 70 mil imposto pela lei (acima disso, o desconto é apenas para IPI), as fabricantes oferecem versões produzidas só para este segmento. Elas normalmente custariam mais, mas recebem pacotes de equipamentos especiais e descontos para a chamada "venda direta PCD". Listamos aqui essas versões e seus principais equipamentos e diferenciais diante das demais.

Leia também:

Lista de Carros PCD 2019

O preço mostrado é o "cheio", já que os descontos podem variar conforme a deficiência ou o uso do veículo. 

Toyota Yaris XL 2019 PCD

Toyota Yaris 2019 - Brasil

Modelo que caiu no gosto do consumidor brasileiro e que conta com a força da marca Toyota, o Yaris XL, tanto na versão sedã como na carroceira hatch, são boas opções para a compra na modalidade PCD. Equipado com motor 1.5 de 110 cv e câmbio automático do tipo CVT com sete marchas simuladas, o Yaris XL Sedan tem preço cheio de R$ 67.990 (não incluímos o desconto). Já o hatch, disponível com motor 1.3 e tem motor 1.3 de 101 cv e o mesmo bom câmbio CVT.

Hyundai Creta Attitude 1.6 AT PCD - R$ 69.990

Comparativo SUVs - Creta-HR-V-Renegade-Tracker-Nicks

Enquanto um Creta com motor 1.6 (de 130 cv) e câmbio automático começa em R$ 85.740, a versão PCD abate o valor de forma considerável. Versão exclusiva, a Attitude AT traz itens como controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, rodas de aro 16" e amplo espaço interno, além de posição de dirigir elevada, como o público de SUV pede. 

Jeep Renegade 1.8 AT PCD - R$ 69.990

 

Jeep Renegade 1.8 (PCD)

Versão de entrada do Renegade, a 1.8 recebe o câmbio automático para atender o público PCD. Além do motor de 135/139 cv, há o câmbio de 6 marchas, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas e conjunto elétrico, além de direção elétrica e ar-condicionado. O preço, com isenções totais, é de R$ 54.655.

Nissan Kicks S Direct CVT PCD - R$ 68.640

Nissan Kicks S Manual

Agora nacional, o Kicks é uma das apostas para o público PCD. A Nissan mantém o visual da versão S com câmbio manual, com calotas, mas entrega o pacote com o câmbio CVT e os controles de tração e estabilidade abaixo dos R$ 70 mil. Amplo espaço interno e dirigibilidade leve são pontos que ajudam o deficiente no dia a dia. Com os descontos totais, chega aos R$ 53.082.

Peugeot 2008 Allure Business 1.6 PCD - R$ 69.990

 

Peugeot 208 e 2008 automáticos de 6 marchas

O SUV 2008, equipado com motor 1.6 e câmbio automático de 4 marchas, é oferecido ao público PCD. Ele ainda não recebeu o novo câmbio de 6 marchas, então vale ficar atento ou esperar mais alguns meses para comprá-lo, se for esse seu interesse e puder aguardar.

Peugeot 408 Business Pro 1.6 THP PCD - R$ 69.990

408

Assim com o primo Citroën C4 Lounge, o 408 aparece com uma versão especial. Mais básica, mas ainda mantendo o conjunto de motor 1.6 turbo e câmbio de 6 marchas, é interessante pelo espaço interno e preço, que chega aos R$ 49.990 com os descontos totais.

Renault Captur 1.6 CVT Zen PCD - R$ 69.990

Renault Captur 1.6 CVT - Lançamento

Com o lançamento do Captur com motor 1.6 e câmbio CVT, a Renault substitui o Duster pelo novo modelo na lista para PCD. Usa o motor SCe, de 118/120 cv, e o novo câmbio X-Tronic CVT, o mesmo do Nissan Kicks, mas com programação própria.

Toyota Corolla GLi tecido PCD - R$ 69.990

Toyota Corolla 2018

Um dos favoritos do público PCD, o Corolla GLi usa o motor 1.8 de até 144 cv com câmbio CVT. Mas é bom correr para comprar, já que ele pode sair de linha em 2018 para dar espaço a uma nova família da marca, posicionada entre o Corolla e Etios: a do Yaris. E ela será menor, ainda que mais moderna. Como o Corolla continuará em linha, e apresenta desvalorização baixa, ele continua a ser ótima pedida.

Fotos: divulgação e arquivo Motor1.com