SUV grande coreano evoluiu em estilo, tecnologia e dirigibilidade

– Seoul, Coréia do Sul

Com as distrações das Olimpíadas de Inverno e minha primeira vez dirigindo um carro movido a célula de combustível, você deve pensar que testes um novo SUV foi a parte menos interessante da minha viagem a Coréia do Sul. Mas depois de passar um dia inteiro pela estradas com ocasionais paradas para comer peixe, ficou vem claro que o novo Santa Fe é algo excitante. 

A Hyundai está baixando o segmento do Santa Fe, o movendo para concorrer com Toyota RAV4 e Honda CR-V. Mesmo assim, o Santa Fe 2019 é maior que a geração anterior em qualquer medida: 7,9 cm a mais no comprimento, 6,6 cm no entre-eixos e mais 1 em largura. 

Hyundai Santa Fe 2019 - Primeiras impressões
Hyundai Santa Fe 2019 - Primeiras impressões

Para mudar um pouco mais, enquanto o Santa Fe será lançado com apenas duas fileiras e cinco lugares, será oferecida uma variante "Santa Fe XL" em 2019, com sete lugares. Ao menos nos Estados Unidos, esta variante será equipada com motor 2.2 turbodiesel. Algo disso faz sentido para alguém além do pessoal da Hyundai? Não sei, mas vamos rodar nele agora. 

Infelizmente, meu teste não revelou nada sobre o conjunto mecânico para o mercado americano. Isso pois os carros testados usavam o 2.0 turbodiesel, de 180 cv e 40,4 kgfm de torque, que não será vendido nos Estados Unidos. Ao invés, teremos o 2.4 com 185 cv e 24,6 kgfm com gasolina, ou o 2.2 turbodiesel de 200 cv e 44,2 kgfm. Todos os três tem câmbio automático de 8 marchas. 

O turbodiesel que eu dirigi não será oferecido aos americanos, mas meu senso diz que o Santa Fe será melhor com o motor diesel maior ou o gasolina turbo. Cheio de força, ele responde bem aos comandos no trânsito, mas é barulhento, invadindo a cabine em médias e altas rotações. 

Hyundai Santa Fe 2019 - Primeiras impressões
Hyundai Santa Fe 2019 - Primeiras impressões

O rodar e a posição de dirigir foram refinados. A rota do teste incluiu estradas de duas faixas e grandes rodovias, e o Santa Fe mantém o a cabine isolada da estrada. Responde rápido a mudanças de direção, mas não o suficiente. Na verdade, houve menos rolagem da carroceria do que eu esperava quando começamos a fazer curvas a beira mar. 

Não havia neve ou gelo para testas o HTRAC, sistema de tração integral, mas minha experiência anterior com outros Hyundai me diz que é bom. A distribuição de torque pode ser de 50% para cada eixo no modo Sport, ajudando em saídas de curvas rápidas, se você desejar isso. 

Mais uma vez, um asterisco: os veículos que dirigimos estavam calibrados para o mercado coreano. Para impressões finais, teremos que esperar até o lançamento da versão americana...mas ainda assim, espero por coisas boas. 

O que não mudará para o mercado americano - e o argumento mais importante dos SUVs - é o trabalho feito para melhorar o interior e o estilo do Santa Fe 2019. 

Hyundai Santa Fe 2019 - Primeiras impressões

Como outros fabricantes, a Hyundai desenvolveu uma dianteira com uma imponente grade e assinatura de luz criativa. A grade em estilo colmeia estará disponível em acabamento cromado ou preto fosco, e aos meus olhos, parece moderno sem sair muito do estilo da categoria. LEDs finos estão no topo da grade como luzes diurnas, enquanto as peças maiores são para os farol baixo e alto. 

De lado, realmente me chamou a atenção o vidro maior (com maior entrada de luz para o interior), especialmente na coluna C. Isso ilumina uma carroceria cheia de curvas, que me lembra em uma escala menor o Infiniti QX80. 

O design interior é mais convencional, já que a Hyundai misturou o conservador com toques de tecnologia. Na versão topo de linha, a tela do sistema multimídia de 8" impressiona, assim como a capacidade do sistema de navegação me tirar do interior da Coréia e me colocar no trânsito de Seoul. Pelo menos para o mercado coreano, as instruções por voz eram mais frequentes do que eu realmente gostaria para o uso diário, mas ele me levou de volta ao meu hotel com apenas uma instrução duvidosa em centenas. Um grande head-up display ajudou também, e a câmera traseira ajuda quando você liga a seta. 

Hyundai Santa Fe 2019 - Primeiras impressões
Hyundai Santa Fe 2019 - Primeiras impressões
Hyundai Santa Fe 2019 - Primeiras impressões
Hyundai Santa Fe 2019 - Primeiras impressões
Hyundai Santa Fe 2019 - Primeiras impressões

Além disso, nossos amigos da Hyundai americana confirmaram uma impressionante lista de equipamentos de série de segurança no novo Santa Fe. Há frenagem automática, aviso e assistente de ponto cego, aviso de saída para os ocupantes (não permite abrir a porta se outro carro de aproxima), aviso de tráfego traseiro em ré, assistente de faixas, piloto automático adaptativo, detector de fadiga (com o estranho ícone da xícara de café) e farol alto automático. Desculpe pela lonha lista, mas ela mostra como será fantástico o potencial de segurança para os proprietários. 

Hyundai Santa Fe 2019 - Primeiras impressões

Por sorte, não precisei experimentar nenhum dos sistemas, mas achei o assistente de faixa - que move o volante sozinho - agressivo demais. Você pode desligá-lo, e o fiz, mas acho que a força poderia ser mais apropriada. 

Esperarei o Santa Fe americano para dar minhas impressões finais sobre ele. Será o 2.0 turbo bom ou ruim? O acesso automático a terceira fileira vale a pena? Como serão os ajustes de molas e amortecedores para as estradas americanas? Mas esta prévia já mostra que o melhor do segmento está aqui. Como sempre, o melhor ainda está por vir, mas o aperitivo já está muito bom. 

Fotos: divulgação

Galeria: Hyundai Santa Fe 2019 - Primeiras impressões

2019 Hyundai Santa Fe

Motor 2.0 turbodiesel
Potência 180 cv / 40,4 kgfm
Transmissão automática, 8 marchas
Tipo de direção Tração integral
Número de assentos 5
Volume do porta-malas 1.036 litros
Preço de entrada US$ 23 mil (estimados, nos Estados Unidos)