Não é segredo para ninguém o que a crise de semicondutores está causando na indústria automotiva mundial. A Toyota no Brasil, por exemplo, teve que adaptar uma nova central multimídia no Corolla de outro fornecedor, já que a escassez dos chips eletrônicos impediu que o sistema original Toyota Play fosse produzido. Mas com isso, o que muda na nova central de entretenimento do sedã médio? É o que vamos mostrar a partir de agora.

A antiga central multimídia usada até então no Corolla era chamada de Toyota Play, que contava com uma tela de 8 polegadas destacada no painel. Além dos botões físicos de volume à esquerda e de mudança de estação e rádio à direita, ela trazia diversos botões em ambos os lados da tela com funções que iam do botão menu, passando por teclas de áudio, telefone, aplicativos, entre outros recursos. Além disso, essa central tinha suporte para espelhamento de smartphones via Android Auto e Apple CarPlay.

Toyota Corolla Multimídia Toyota Play_2
Antigo multimídia tinha espelhamento
Toyota Corolla Multimídia Toyota Play_1
Antigo multimídia original Toyota Play

É justamente o suporte para espelhamento do celular na tela do multimídia é que a nova central multimídia da empresa Wings não tem. Em contrapartida, ela conta com uma tela maior com 10”, sendo 2 polegadas maior que a Toyota Play. Vale destacar que o design caiu bem na tela destacada, pois as bordas ficaram menores com o aumento do display – que por sua vez aparente ter uma melhor resolução e definição que a tela original.

Contribui para o visual limpo do novo sistema os dez botões físicos que saíram de cena para todos os comandos ficarem concentrados na tela sensível ao toque. O pênalti neste caso é que os comandos de volume geralmente são mais intuitivos quando acionados por botões. O que salva é que o volante ainda dispõe dos comandos tradicionais.

Lembra que o novo sistema de entretenimento não tem espelhamento? Isso deve até fazer os potenciais compradores torcerem o nariz para o sedã, mas fora isso ele ainda conta com todas as funções do sistema original da montadora japonesa. No entanto, o multimídia da Wings tenta suprir essa ausência com um sistema Android nativo que permite o motorista baixar aplicativos via Google Play. Com isso, é possível usar os apps mais requisitados ao volante como Google Maps e Waze, bem como Spotify. É possível compartilhar a internet do celular para melhorar a experiência com os aplicativos.

Toyota Corolla terá produção paralisada de novo

A falta de chips eletrônicos não só afetou a produção do multimídia Toyota Play como atrapalha que o sedã saia da linha de montagem. Hoje a fabricante anunciou que vai paralisar o complexo industrial em Indaiatuba (SP), responsável pela montagem do Corolla. E o motivo é o mesmo que das outras vezes: faltam insumos para produzir os carros, como semicondutores. Dessa forma, a fábrica ficará sem montar o sedã médio entre os dias 13 e 22 de outubro.

Envie seu flagra! flagra@motor1.com