Depois do encerramento da sua operação com fábrica no Brasil em janeiro deste ano, a Ford continua seu plano de reestruturação pelo mundo. Dessa vez a marca do oval azul anunciou o fechamento de todas as suas fábricas na Índia, país no qual onde é produzido o Ford EcoSport – e que curiosamente estava aguardando para ganhar um facelift.

As fábricas que terão suas portas fechadas ficam em Sanand e Chennai, cidades no sudoeste e leste da Índia, respectivamente. E enquanto no Brasil o anúncio do fechamento da fábrica de Camaçari, na Bahia, veio seguido de uma suspensão das atividades de forma praticamente instantânea após o anúncio oficial, na Índia as operações vão ser encerradas durante o primeiro semestre de 2022.

Galeria: Ford Ecosport 2022 facelift India

A fábrica de Chennai é a responsável pela produção do EcoSport, que era enviado para diversas partes do mundo, incluindo a Argentina. Essa era a alternativa da Ford Argentina para não deixar de oferecer o SUV compacto no mercado, pois anteriormente o modelo vendido no país hermano era fabricado no Brasil – isso até o complexo fabril de Camaçari ter sua operação encerrada no início deste ano.

Oficialmente, a Ford diz que continuará a fornecer para o mercado indiano peças e serviços, além da continuidade da garantia e suporte aos proprietários. Como parte do plano, a Ford Índia encerrará a montagem de veículos em Sanand no quarto trimestre de 2021 e a fabricação de veículos e motores em Chennai no segundo trimestre de 2022. Com isso, cerca de 4.000 trabalhadores serão dispensados de seus postos de trabalho. 

Fábrica Ford Chennai India
Fábrica Ford India

De contrapartida, a marca diz que mais de 500 funcionários na fábrica da Sanand, que também produz motores para exportação para a picape Ranger, e cerca de 100 funcionários que apoiam a distribuição de peças e atendimento ao cliente, continuarão com seus empregos na Ford Índia.

A justificativa para acabar com sua operação local na Índia, de acordo com a Ford, são as perdas operacionais acumuladas de mais de US$ 2 bilhões (R$ 10,5 bilhões) nos últimos 10 anos e uma baixa de ativos não operacionais de US$ 0,8 bilhão em 2019. Com o fechamento das fábricas, a fabricante espera que a reestruturação crie um negócio lucrativo de forma sustentável na Índia.
De acordo com fontes ouvidas pelo site Argentina Autoblog, o SUV compacto continuará sendo vendido no país hermano enquanto houver estoque.

“O EcoSport continuará sendo comercializado na Argentina até o esgotamento dos estoques, o que estimamos ocorrer no início de 2023. Temos o compromisso da fábrica de Chennai em nos fornecer o estoque necessário para atender todos os clientes que estejam pagando planos de poupança para este modelo” (uma espécie de financiamento disponível por lá, grifo nosso).

“Vamos assumir o compromisso de atender a todos esses clientes. A produção do EcoSport em Chennai continuará até o segundo trimestre de 2022 e isso nos permitirá ter volume suficiente para o mercado argentino”. Mas depois que os estoques acabarem, o utilitário sairá de linha de forma definitiva e não deixará sucessor, algo que ocorrerá no começo de 2023. “Uma vez esgotados os estoques de Chennai, não está previsto continuar a comercialização do EcoSport na Argentina”, finalizaram as fontes.

Porém, não tem como deixar de falar que o anúncio de fechamentos de todas as fábricas da Ford na Índia causou certo espanto, assim como o encerramento da operação da marca com produção nacional aqui no Brasil, que ocorreu em janeiro deste ano. O que talvez sirva de alento para a Índia é que a fábrica de Sanand seguirá ativa, mas não produzindo veículos, mas motores para a picape Ranger - que terá sua nova geração revelada ainda neste ano. 

Lembra daquele EcoSport reestilizado flagrado rodando pelas ruas da Índia que mostramos algumas vezes aqui no Motor1.com? A previsão é que todo esse trabalho de facelift para o SUV compacto deve ser aproveitado em outro país, já que ele continua sendo produzido nas fábricas da Ford na Romênia, Rússia, China e Vietnã. Bom, isso até a marca do oval decidir fechar também alguma dessas unidades fabris. 

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com