Não foi um fracasso, mas as coisas poderiam ser melhores

O novo Hyundai Tucson 2022 ganhou um visual revolucionário em sua nova geração. Com um estilo atraente, tem uma cabine de alta tecnologia e mais recentes sistemas de segurança. Agora, o SUV coreano encara o difícil teste do alce para descobrir como é o na prática o seu desempenho.

Os resultados foram equilibrados para este Tuscon Hybrid. No primeiro teste, com aceleração inicial foi de 76 km/h, o Hyundai foi bem até a seção final de cones, mas não conseguiu passar sem derrubar um. Apesar das coisas parecerem tranquilas, foram mais de 10 tentativas entre dois pilotos para alcançar o sucesso. No final, o Tucson Hybrid precisou reduzir a velocidade para 71 km/h conseguir cumprir a tarefa.

Galeria: Hyundai Tucson 2022

Para termos uma comparação com o resultado de modelos concorrentes, um Jeep Compass, que é um pouco menor que o novo Tucson, completou o teste do alce com uma velocidade de entrada de 79 km/h. Já o Volkswagen Tiguan e um Subaru Forester fizeram isso a 77 km/h. Pior que o modelo coreano foi o Toyota RAV4 Prime, que só conseguiu terminar o desafio a 63 km/h.

O novo Tucson Hybrid do teste tinha amortecedores adaptáveis, mas mesmo selecionando o modo esportivo, que deixa a suspensão mais rígida, não foi suficiente para atenuar a subesterço ao desviar dos cones. No entanto, a reação do veículo às curvas repentinas foi "segura e fácil de prever", de acordo com o vídeo. Já no teste de slalom, a suspensão apresentou bons resultados, com pouca rotação da carroceria e uma resposta decente da direção.

O novo Hyundai Tucson 2022 tem configurações distintas para alguns mercados. Nos Estados Unidos, a versão básica conta com um motor 2,5 litros de quatro cilindros com 187 cavalos de potência 24 kgfm que trabalha junto com um câmbio automático de oito velocidades. Já a versão Hybrid tem um motor de 1,6 litros Turbo e um motor elétrico de 44,2 quilowatts, fazendo um total estimado de 226 cv e 350 kgfm com a transmissão automática de seis velocidades. Há também uma versão híbrida plug-in dessa configuração com um motor elétrico mais potente que aumenta a potência para 261 cv.

Ainda não temos uma previsão de quando a nova geração chegará ao mercado brasileiro. Vale lembrar que atualmente a geração anterior é produzida em Anápolis pelo grupo CAOA.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com