A partir da próxima geração, variante hatchback passará ser produzida apenas na Ásia

Anunciada desde o início de 2019, a transferência da produção do Civic do Reino Unido para o Japão começa a ser viabilizada pela Honda. De acordo com o jornal japonês Nikkei, os trabalhos relacionados ao fechamento da fábrica de Swindon, no sudoeste da Inglaterra, já foram iniciados e parte da produção do modelo foi destinada à planta de Yorii, localizada nos arredores de Tóquio.

Neste primeiro momento, a ideia é manter o Civic produzido nos dois países e a partir do lançamento da próxima geração, em 2021, transferir todo o processo de fabricação para o Japão. Hoje, a planta de Swindon produz a versão hatchback (incluindo o esportivo Type R) e abastece não apenas o mercado europeu como também os Estados Unidos. 

Galeria: Honda Civic Hatchback 2020

A decisão de fechar a fábrica britânica tem relação direta com a saída do Reino Unido da União Europeia, dentro do movimento político que ficou conhecido como Brexit. A separação do bloco representou um duro golpe para a indústria automobilística local e gerou incertezas quanto à aplicação de novas tarifas, mudanças alfandegárias, elevação de custos e consequente perda de competitividade.

Para os britânicos, a boa notícia é que o governo já começou a negociar com o Japão a assinatura de um acordo comercial para redução de tarifas e facilitação de negociações. Dependendo do produto, a ideia é zerar impostos de importação até 2026. Atualmente, as taxas comerciais entre os dois países giram em torno de 7,5% e, com o Brexit, devem subir para 10%.