Mudanças na relação de marchas e no visual realçam a esportividade do cupê

Você não verá tantos Honda Civic Si desta 10ª geração nas ruas. Importado do Canadá, seus lotes são bem menores do que quando o esportivo era produzido em Sumaré (SP) na oitava geração - e até menos que o Si coupé com o motor 2.4 aspirado, este também importado. Mesmo assim, a Honda acredita que ter um legítimo esportivo em sua linha é importante (e nós concordamos).

Dito isso, o Honda Civic Si 2020 chega com algumas novidades que reforçam sua esportividade e exclusividade. Visualmente, ele traz um novo para-choque dianteiro mais agressivo, novo desenho para as rodas de 18" (mantém os pneus 235/40) e faróis de neblina em LEDs, fazendo conjunto com os faróis em LEDs já existentes anteriormente. Por dentro, temos detalhes em carbono e vermelho e um novo carregador de smartphones por indução. 

Na mecânica, o Civic Si 2020 mantém o motor 1.5 turbo intocado, com 208 cv e 26,5 kgfm de torque. A mudança aparece no câmbio manual de 6 marchas, agora com relação de diferencial 6% mais curta, o que melhora as retomadas e as acelerações, por fazer o motor "encher" mais rápido. Foi por isso que a Honda nos levou até a sua pista de testes em Sumaré (SP): mostrar como anda o esportivo renovado. 

Galeria: Honda Civic Si 2020

Entre cones e retas, (quase) o mesmo de sempre

O Civic Si já era um esportivo elogiável (mostramos isso em um teste instrumentado e, mais recentemente, junto com o Renault Sandero R.S). Não só por ainda trazer o câmbio manual de 6 marchas com engates justos, mas também pelo acerto dinâmico e a carroceria cupê de duas portas (ou seja, é um esportivo raiz). Mesmo quando tinha a concorrência do VW Golf GTI, ele se destacava em diversos aspectos. 

Honda Civic Si 2020 na pista

A Honda preparou um percurso com três atividades. A primeira, uma reta para medição da aceleração de 0 a 100 km/h. Apesar do equipamento similar ao utilizado por nós (VBox Racelogic), vamos considerar os 7,4 segundos atingidos apenas para este momento, pois o esportivo será testado por completo em nosso padrão brevemente. Mesmo assim, ele já registrou 0,8 segundo a menos que os 8,2 s marcados pelo Si 2018, que na época custava R$ 159.990. 

No slalom, a suspensão adaptativa mostrou seu trabalho. Com o botão Sport acionado, além da alteração na calibração da direção e do acelerador, o emulador do ronco é ativado (novidade da linha 2020) e os amortecedores recebem uma carga mais firme, praticamente "travando" a carroceria do Civic nas mudanças de direção bruscas. 

Honda Civic Si 2020 na pista

No Pro Solo, um traçado travado com cones, o Civic Si mostrou que a relação mais curta ajuda nas retomadas. A direção elétrica tem relação variável e responde (bem) rápido, como já era conhecido do Civic Si nesta décima geração da família. Melhorou o que já era show!

Sobrevivente de uma era?

Sem o Golf GTI, o Honda Civic Si vive sozinho no seu segmento. Chega nesta linha 2020 a R$ 179.990 e continuará sendo figura rara nas ruas - e a própria Honda sabe disso, com lotes pequenos de importação. Preza pelo prazer ao dirigir, apesar de fazer certa falta os motores aspirados giradores clássicos do modelo. Mas não perde o brilho. 

Fotos: Caio Mattos (para Honda e Motor1.com Brasil)

Ficha técnica - Honda Civic Si

MOTOR dianteiro, transversal, 4 cilindros em linha, 1.498 cc, 16 válvulas, turbo, injeção direta, gasolina
POTÊNCIA/TORQUE

208 cv a 5.700 rpm; 26,5 kgfm a 2.100 rpm

TRANSMISSÃO manual de 6 marchas, tração dianteira
SUSPENSÃO independente McPherson na dianteira e multibraço na traseira
RODAS E PNEUS alumínio aro 18" com pneus 235/40 R18
FREIOS discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira, com ABS e ESP
PESO 1.321 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento 4.522 mm, largura 1.799 mm, altura 1.421 mm, entre-eixos 2.700 mm
CAPACIDADES tanque 47 litros, porta-malas 334 litros
PREÇOS R$ 179.900

Galeria: Honda Civic Si 2020 na pista