Marca teria voltado atrás de ter um ciclo de vida menor para o esportivo

Com o fim do Ford Fusion e a estratégia da marca de investir apenas em crossovers e picapes, a marca norte-americana oferece "apenas um carro" nos EUA: o Mustang. A boa notícia é que o esportivo não irá a lugar algum, mesmo que tenha ganhado uma variante elétrica na forma do SUV Mustang Mach-E. E a fabricante já está pensando na próxima geração do cupê.

Uma reportagem publicada pelo site Automotive News afirma que o novo Ford Mustang está em desenvolvimento e que ele terá um ciclo de vida mais longo, de oito anos. Ele supostamente começará a ser produzido no último trimestre de 2022, chegando às concessionárias no mesmo ano como modelo 2023.

Galeria: Ford Mustang - Variantes

O plano inicial da Ford era que o esportivo tivesse um ciclo menor, de apenas seis anos. Segundo o Automotive News, citando pessoas ligadas aos planos da empresa, esta ideia teria mudado para o ciclo normal de 8 anos usado por outros carros. A geração atual do Mustang começou a ser vendida nos EUA em 2014 e continuará nas lojas até 2022.

O novo Mustang será baseado na mesma plataforma modular de tração traseira usada pelos crossovers Ford Explorer e Lincoln Aviator, o que significa que pode ficar um pouco maior do que o atual. O Explorer é 26,1 cm mais longo do que o Mustang, enquanto o entre-eixos é 30 cm mais comprido. Deixá-lo maior daria mais espaço interno ao esportivo e talvez desse até para criar a variante de quatro portas que já foi assunto em tantos rumores. Segundo o Automotive News, os fornecedores de peças receberam uma estimativa de 100 mil unidades produzidas por ano, sendo 77 mil do cupê e 22 mil do conversível.

A publicação ainda diz que a reestilização da próxima geração do Ford Mustang já estaria programada para 2025. Também podemos esperar que receba versões mais potentes, como Shelby e Bullit durante a segunda metade do ciclo de vida do esportivo. Com o sucesso que o Mustang fez no Brasil, não seria uma surpresa ver o carro por aqui em 2023

Fotos: divulgação