Se você gostou é melhor comprar logo porque a marca de Maranello já disse que vai interromper o fornecimento de seus propulsores

A Maserati está renovando completamente o seu portfólio após a apresentação do Ghibli Hybrid no mês passado. O menor dos dois sedãs da marca italiana volta às notícias após o pessoal de Modena lançar a versões Trofeo para o Ghibli. E não apenas isso, pois o Quattroporte, o outro sedã da empresa, também recebeu uma variante mais potente.

Da mesma forma que o Levante Trofeo, os dois sedãs esportivos compartilham o motor 3.8 V8 biturbo feito pela Ferrari. Assim como no caso do crossover, a motorização entrega deliciosos 588 cv e 74,4 kgfm de torque. Em ambos os modelos, a velocidade máxima é de 326 km/h, fazendo com que sejam os sedãs mais rápidos da marca do tridente.

Galeria: Maserati Ghibli Trofeo, Quattroporte Trofeo e Levante Trofeo 2021

O Ghibli Trofeo é um pouco mais leve do que o Quattroporte Trofeo, então ele é dois décimos mais rápido 0 a 100 km/h, precisando de apenas 4,3 segundos. Enquanto o crossover Levante Trofeo é vendido apenas com tração integral, os dois sedãs esportivos só contam com tração traseira e diferencial traseiro blocante. Um câmbio automático de 8 marchas da ZF transmite a força para as rodas dos três modelos Trofeo.

Além de receber um motor da Ferrari, Ghibli e Quattroporte Trofeo ganharam detalhes vermelhos na carroceria para diferenciá-los visualmente das versões normais. As lanternas revisadas são inspiradas no conceito Alfieri e no 3200 GT, assim como a frente revisada, com uma grade alterada e detalhes em fibra de carbono.

A Maserati também criou um novo capô para o Ghibli Trofeo com dois dutos de ar para melhorar a refrigeração do motor, da mesma forma que no Levante Trofeo. Os dois sedãs usam rodas de 21", enquanto o crossover pode ser equipado com rodas de 22".

As mudanças continuam do lado de dentro, com um acabamento específico para as versões Trofeo, com materiais melhores. A grande mudança está na central multimídia melhorada, agora com uma tela de 10,1" ao invés de 8,4". Não é apenas maior, pois também tem gráficos mais nítidos com o aumento da resolução do display.

Quem gostou da ideia dos Maserati com motores Ferrari precisa se apressar, pois Louis Camilleri, CEO da Ferarri, disse que não irá estender o contrato para fornecer motorizações para a marca do tridente após o fim do acordo atual. Ele estima que o último Maserati a ter um motor feito em Maranello sairá da linha de montagem entre 2021 e 2022.

Outro detalhe importante é que, enquanto o V8 não tinha sido usado antes pelo Ghibli, o Quattroporte tem esta motorização há anos na variante GTS. O sucessor do Ghibli não será lançado antes de 2024, mas um novo Quattroporte está programado para chegar em 2022, como a marca revelou em seus planos até 2023. Espere que os próximos modelos adotem o 3.0 V6 biturbo Nettuno da própria empresa, que fará sua estreia no dia 9 de setembro no supercarro MC20.

Fotos: divulgação

Envie seu flagra! flagra@motor1.com