Modelo feito para países emergentes terá menos 4 metros de comprimento

Apesar da mídia indiana ter dito que a estreia teria sido adiada para 2021, o Nissan Magnite, crossover menor do que o Kicks feito para os mercados emergentes, será revelado no dia 16 de julho. O modelo ganhou dois teasers, um mostrando parte da frente do carro e outro focado nos faróis. Apesar da apresentação neste mês, os indianos dizem que o lançamento comercial só acontecerá em janeiro de 2021. Até o momento, não há informações sobre quais mercados receberão o crossover.

A primeira imagem, que você vê acima, mostra o Nissan Magnite coberto, mostrando parte da frente e da lateral. Podemos ver que terá faróis bem finos e com uma assinatura em LED perto da caixa de rodas, em um formato semelhante ao do Kicks renovado. Também usa uma outra luz de LED em forma de “L”, subindo do para-choque em direção ao farol. A grade tem um contorno cinza e é bem larga, mas sem usar a identidade visual V-Motion da empresa. Está com rodas bem largas e tem proteção plástica na caixa de roda.

Galeria: Nissan Magnite - Teasers

Na segunda foto, podemos ver o farol de perto, mostrando que ele será em LED. Como trata-se um modelo de entrada, estas luzes podem ser oferecidas somente na versão mais cara, usando lâmpadas halógenas nas demais variantes. Todo o seu visual remete muito ao Datsun Redi-GO, subcompacto primo do Renault Kwid – o plano original era que o Magnite fosse um modelo da Datsun, mas a fabricante decidiu não investir mais na submarca.

A expectativa é que venha bem equipado, oferendo equipamentos como câmera 360°, central multimídia com tela de 8”, ar-condicionado automático, sensores de estacionamento, além dos faróis full-LED mostrados no conceito. Se seguir a minivan Renault Triber, contará também com quatro airbags, chave presencial e rodas de liga leve de 15”.

E o que sabemos sobre a parte mecânica? O Magnite será construído com a plataforma CMF-A+, uma versão alongada da CMF-A do Kwid e que serve de base para modelos derivados do subcompacto, como a minivan Triber e o futuro crossover Kiger. Terá menos de 4 metros de comprimento e pode ter os mesmos 2,42 m de entre-eixos da Triber.

Os motores ainda são desconhecidos, mas a mídia indiana diz que usará o 1.0 aspirado de três cilindros da Triber, com 72 cv e 9,7 kgfm, trabalhando com o câmbio manual de 5 marchas ou um automatizado, também de 5 posições. Também deve receber o 1.0 turbo de três cilindros, com cerca de 100 cv e 16,3 kgfm, trabalhando com câmbio manual de 5 marchas ou CVT.

Até o momento, o único país confirmado para receber o Nissan Magnite é a Índia, onde ele fará dupla com o Renault Kiger. No entanto, este pode ser um modelo global, já que ele será apresentado no Japão e o segmento dos crossovers sub-4 metros está crescendo em todo o mundo. Porém, ele não deve vir ao Brasil, pois os planos da marca para o país apontam para o investimento em carros da plataforma CMF-B, para modelos maiores.