Com quase todas as fábricas paradas, apenas 1.847 unidades foram produzidas entre automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus

  • Fábricas paradas resultaram em pior produção da história
  • Renault e BMW puxam a fila da retomada para maio
  • Ao menos, emprego se mantém estável na indústria

Se as vendas de automóveis caíram cerca de 77% em abril devido a pandemia do coronavírus, o resultado na produção foi ainda mais catastrófico: queda de 99% em relação a março e 99,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Com quase todas as fábricas paradas, apenas 1.847 unidades foram produzidas entre automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus e 99,4%. De acordo com a Anfavea, associação que reúne as principais montadoras, a indústria atingiu o menor nível mensal desde que começou a produção de carros no país, em 1957. 

Os estoques na virada do mês estavam em 237 mil unidades entre fábricas e concessionárias, suficientes para quatro meses de vendas no ritmo lento atual, o que explica a dificuldade em retomar a produção em todas as fábricas. Já as exportações despencaram 79,3% para autoveículos (pior volume desde janeiro de 1997). O único indicador positivo foi o nível de empregos diretos na indústria, que se mantém num patamar acima dos 125 mil na soma das 26 associadas da Anfavea.

Kwid fábrica Renault
BMW Série 3 5 Years Edition

Para Luiz Carlos Moraes, Presidente da entidade, é preciso em primeiro lugar proteger a saúde dos funcionários, e ao mesmo tempo encontrar meios para que o Brasil não entre numa recessão tão grave que possa levar o país a um colapso. "Isso exige um engajamento coordenado de toda a sociedade e também do Estado brasileiro, com foco absoluto na saúde e na economia. Não é hora de ruídos políticos que só desviam as atenções do que realmente interessa à população brasileira no momento de uma crise sem precedentes”.   

Neste cenário, a "luz no fim do túnel" é que algumas fabricantes já voltaram a produzir, como a Renault em São José dos Pinhais (PR) e a BMW em Araquari (SC). A FCA também deve recomeçar as atividades em Betim (MG) nesta semana, enquanto a VW trabalha para voltar ainda em maio. Assim, a expectativa é que este mês já reflita alguma melhora em relação ao fatídico abril. 

Fotos: divulgação

Galeria: Volkswagen Fábrica Anchieta - 60 anos