Estreia é esperada para o 2º semestre, durante o Salão de Paris, e terá versão elétrica

A Citroëniniciou os testes do novo C4, que servirá não só como terceira geração do hatch como também irá substituir o C4 Cactus, algo que já foi confirmado por executivos da marca. O hatchback foi lançado em 2010, com uma reestilização em 2015 e deixou o mercado europeu em 2018, deixando somente o C4 Cactus nas concessionárias. Aproveitamos os flagras do carro em testes para adiantar como será o seu design.

O Citroën C4 Cactus (e sua versão hatch normal) não fizeram muito sucesso na Europa, por isso que o C4 saiu de linha sem ser substituído imediatamente. Como a marca sempre participa do segmento C, ela decidiu apostar novamente nesta categoria, com um novo modelo que não irá usar novamente o nome Cactus.

Galeria: Citroen C4 - Projeção

Graças aos flagras, pudemos imaginar como será o novo C4. Ele ainda roda bem camuflado na Europa, então alguns detalhes podem não estar tão próximos assim da realidade. Por exemplo, retiramos os "airbumps" na lateral, que a marca foi retirando de seus modelos aos poucos. A grade segue o estilo mais atual da empresa ou do novo C3.

A possível versão de produção mostra que adotará um estilo mais de cupê, só que como não conseguimos os elementos da traseira, preferimos focar na frente do veículo. Colocamos o esquema de faróis duplos, com luzes diurnas em LED na parte de cima e os faróis mais abaixo.

Vale notar que o novo C4 usará a plataforma modular CMP do Grupo PSA, que já fez sua estreia nos modelos compactos (Peugeot 208, Opel Corsa e Peugeot 2008). Isso permitirá não só que adote motorizações híbridas plug-in como também tenha uma opção totalmente elétrica, algo que foi revelado por Linda Jackson, CEO da Citroën. Ainda deve utilizar o motor 1.2 turbo e o 1.5 diesel nas versões normais.

A apresentação do substituto do Citroën C4 Cactus é esperada para o Salão de Paris (França), em outubro. O lançamento comercial pode ficar somente para o começo de 2021.