Berlim, Hamburgo e Munique são as mais cotadas para tornar-se a casa do principal evento de carros da Alemanha

Muito se fala sobre a crise dos grandes Salões do Automóvel ao redor do mundo, com cada vez menos visitantes e custos crescentes. Estes problemas fizeram com que as fabricantes alemãs tomassem a decisão de mudar o local do Internationale Automobil-Ausstellung, conhecido por aqui como Salão de Frankfurt. A Verband der Automobilindustrie (VDA), associação da indústria automotiva alemã, confirmou a mudança para 2021, e as cidades mais cotadas são Berlim, Hamburgo e Munique. O novo local será escolhido nas próximas semanas.

O IAA nasceu em Berlim, mas tornou-se o “Salão de Frankfurt” em 1951, alterando com o Salão de Paris na parte automotiva e com o Salão de Hanover nos veículos comerciais. Porém, o evento começou a perder espaço, com cada vez menos visitantes ao longo dos anos. A edição de 2018 teve apenas 550 mil visitantes, enquanto o público total dos anos anteriores ficava entre 800 mil e 900 mil.

De acordo com a mídia alemã, um dos motivos para tirar o IAA de Frankfurt é o estranhamento a associação das fabricantes e Peter Feldmann, prefeito da cidade. O político deveria ter feito um discurso na abertura do evento no ano passado, mas a organização cancelou sua apresentação. Feldmann pretendia falar sobre a necessidade de mais transporte público na Alemanha e iria criticar o IAA por dar suporte aos SUVs.

Outro problema é que o evento ficou marcado pelo escândalo do Dieselgate da Volkswagen. Desde então, as fabricantes alemãs estão sendo monitoradas e houve um impacto grande na imagem das empresas. Muitas montadoras dizem que o formato do IAA também não funciona mais, por ficar muito focado em mostrar os carros nos estandes ao invés de falar de mobilidade e oferecer mais interatividade com o público. Um reflexo disto é que a edição 2018 teve cerca de 800 estandes, contra os 1.000 do evento em 2016.

View of the IAA 2017

No comunicado divulgado em seu site, a VDA confirma que está procurando uma nova cidade para o IAA. Estavam no páreo Berlim, Frankfurt, Hamburgo, Hanover, Colônia, Munique e Stuttgart, que entregaram suas propostas para análise. A associação então limitou as escolhas para Berlim, Hamburgo e Munique, declarando que irá negociar com as cidades antes de decidir. A escolha será anunciada nas próximas semanas.

“Depois de avaliar todos os critérios relevantes, o IAA 2021 não acontecerá mais em Frankfurt”, diz a VDA no comunicado, “esta decisão não é fácil para a diretoria da VDA. A metrópole de Frankfurt foi a cidade do IAA por quase 70 anos e, internacionalmente, isto ficou claro por ser frequentemente chamada de “Salão de Frankfurt”. O VDA agradece a cidade de Frankfurt e a Messe Frankfurt [organizadora do evento] por esta longa parceria”.