Versões com o motor foram retiradas do catálogo do modelo na Índia

Parte da gama de propulsores do Ford EcoSport na Índia, o motor 1.0 EcoBoost acaba de ser retirado do catálogo do SUV no país. Conforme revela documento interno vazado à imprensa local, o propulsor foi descontinuado por não ser capaz de atender às novas regras anti-poluição BS6, que sucedem as antigas BS4. Para se enquadrar na nova legislação, o motor teria de passar por atualizações e, aparentemente, a marca optou por retirá-lo de oferta em definitivo a ter de gastar com reformulações. O powertrain era equipado com turbo e injeção direta, rendia potência de 125 cv e estava disponível exclusivamente sob o capô da versão topo de linha Titanium.

Galeria: Ford EcoSport Titanium 2020

A partir de agora, o cliente indiano que tiver interesse em adquirir o EcoSport terá de optar entre apenas dois motores: 1.5 TIVCT de 3 cilindros a gasolina de 121 cv de potência e 15,3 kgfm de torque, ou 1.5 TDCi diesel 4 cilindros de 99 cv e 20,9 kgfm de força. O câmbio pode ser manual de 5 marchas ou automático de 6 velocidades. Na Índia, o Ecosport custa entre 790.000 e 1.400.000 rúpias - cerca de R$ 45.530 e R$ 80.700, numa conversão direta.

No Brasil, o motor 1.0 EcoBoost foi oferecido pela Ford apenas no Fiesta, e mesmo assim por um curto período. O EcoSport por aqui é equipado com motores 1.5 flex de 137 cv e 2.0 flex de 176 cv.

Fonte: Team-BHP