Somando as gerações anteriores, crossover passa de de 1,2 milhão de unidades fabricadas

A produção do Ford EcoSport em Camaçari (BA) comemora a marca de 500 mil unidades fabricadas da segunda geração do crossover, desde 2012. Ao somar as unidades da geração anterior, a produção total alcança ultrapassa  1,2 milhões de veículos desde 2003. A marca ainda diz que 59% dos EcoSport produzidos foram vendidos no Brasil, enquanto os 41% foram exportados para Argentina, Bolívia, Colômbia, Equador, México, Paraguai, Peru e Uruguai.

Galeria: Ford EcoSport Titanium - Salão do Automóvel

Primeiro carro global desenvolvido pela marca no Brasil, o Ford EcoSport passou a ser produzido em países como China, Índia e Romênia, alcançando 150 mercados diferentes. Começa a ser substituído em alguns deles, como será o caso da Europa, onde o novo Puma tentará brigar diretamente com os rivais, deixando o EcoSport como uma opção de entrada.

Apesar de ter dominado o segmento dos SUVs compactos desde o seu lançamento, o crossover começou a perder espaço desde 2011, quando a Renault trouxe o Duster ao Brasil. De 2015 para cá, apareceram outros rivais como Jeep Renegade e Honda HR-V, que tiraram o EcoSport do trono e, desde então, vem perdendo espaço. Atualmente é o quinto modelo mais vendido da categoria, com 20.980 unidades emplacadas – menos da metade que as 44.024 unidades do Renegade, líder do segmento.

A próxima geração do EcoSport está em desenvolvimento. De acordo com a imprensa indiana, o projeto do SUV compacto já começou, feito em parceria com a Mahindra e que pode aparecer na forma de conceito em 2020. Ele resolveria muitas das críticas do modelo atual, como o estepe pendurado no porta-malas.