Ele perdeu o estepe e o motor 2.0 em favor do estilo e da economia. Vale mais de R$ 100 mil?

Marca registrada do EcoSport desde que ele foi lançado, em 2003, o estepe preso à tampa traseira saiu de cena na linha 2020 - na verdade, apenas na versão Titanium. Outra mudança é que este modelo passa a ser equipado exclusivamente com o motor 1.5 de 3 cilindros das versões mais baratas, abandonando o 2.0 de 4 cilindros. Tabelado a R$ 103.890, ele estreia na gama os pneus runflat, que podem rodar furados.  

Prós

Ford EcoSport 1.5 Titanium 2020 - Prós e Contras

A Ford oficializou o que diversas oficinas (e até concessionárias) já faziam desde o Eco de primeira geração: deixou a tampa traseira "lisa" com a retirada do estepe e o suporte da peça. Para equilibrar o visual, a placa foi elevada do para-choque para a tampa. É o mesmo desenho que já existe desde 2017 na Europa e nos EUA, acompanhando a tendência dos SUVs mais recentes.

De acordo com a marca, a retirada do pneu sobressalente aliviou 13 kg (em relação à antiga versão Titanium 2.0) e reduziu em 173 mm o comprimento do SUV. Os benefícios são óbvios: tampa traseira mais leve de abrir (embora mantenha a abertura lateral), fim dos furtos do estepe e maior facilidade para estacionar, pois agora o EcoSport ficou com 4.096 mm, basicamente o mesmo tamanho do Honda WR-V, e não tem mais o pneu para esbarrar no carro de trás. 

Ford EcoSport 1.5 Titanium 2020 - Prós e Contras

O EcoSport reestilizado apostou no recheio para atrair a clientela. E isso evidente nesta versão Titanium, que agrada, por exemplo, pelo interior claro com forração de couro bege e peças da mesma tonalidade nas portas e painel. O modelo também vem com teto-solar, ar digital, chave presencial e partida por botão, sensores de chuva e acendimento automático dos faróis, painel de instrumentos com tela de 4,2" e os controles de estabilidade e tração com assistente de rampa, além de 7 airbags (frontais, laterais, cortina e joelho do motorista). 

Outro destaque fica por conta da central multimídia SYNC 3 com tela "flutuante" de 8", que tem uma interface rápida e fácil de usar, além de conexões Apple CarPlay e Android Auto. Para acompanhar, o sistema de som é da Sony, de boa qualidade. 

Ford EcoSport 1.5 Titanium 2020 - Prós e Contras

Na primeira geração, o EcoSport usava o câmbio automático de 4 marchas do Focus, enquanto a segunda adotou o automatizado Powershift de dupla embreagem e 6 marchas, que servia tanto ao Focus quanto ao Fiesta. Devido ao histórico de problemas do segundo, a Ford voltou atrás e aplicou no Eco reestilizado a transmissão automática convencional de 6 marchas vinda do Fusion. A caixa apresenta trocas suaves e possui modo esportivo, além de borboletas no volante para trocas manuais. Melhor: recuperou a imagem arranhada do Eco Powershift, fazendo o SUV voltar a vender razoavelmente bem.  

Contras

Ford EcoSport 1.5 Titanium 2020 - Prós e Contras

Não temos nada contra o motor 1.5 Dragon de 3 cilindros da Ford - pelo contrário. Com 137 cv e 16,2 kgfm, ele funciona muito bem no Ka e até mesmo nos modelos de entrada do EcoSport. Acontece que quem compra um modelo topo de linha de mais de R$ 100 mil espera um desempenho superior ao da versão de acesso, não? Pois é, mas quem desejar um Ecosport 2.0 (176 cv e 22,5 kgfm) agora será obrigado a levar a configuração Storm, com tração 4WD. 

Para piorar, o Eco Titanium 1.5 testado agora mostrou desempenho inferior ao FreeStyle avaliado por nós anteriormente, o que pode ser explicado pelo peso dos equipamentos extras (são 1.310 kg neste carro contra 1.272 kg do mais simples). O resultado é que a aceleração de 0 a 100 km/h exigiu 13 segundos, contra 12,3 s do FreeStyle, enquanto a retomada de 80 a 120 km/h levou 10,6 s, ou 0,5 s a mais. Para efeito de comparação, o antigo Titanium 2.0 chegava aos 100 km/h em 9,8 s e retomava de 80 a 120 km/h em 7,2 s.

Já no consumo não observamos mudança significativa: um pouco pior que o FreeStyle na cidade (8 contra 8,2 km/litro) e um pouco melhor na estrada (12 contra 11,8 km/litro). Se a comparação for com o 2.0, aí sim há uma grande vantagem, uma vez que o modelo mais potente fazia 7,2 e 9,2 km/litro, respectivamente, sempre com etanol.

Ford EcoSport 1.5 Titanium 2020 - Prós e Contras

Para poder suprimir o estepe, que pelo projeto original não caberia no assoalho do porta-malas, a Ford foi obrigada a equipar o EcoSport Titanium com pneus runflat - no caso os ZP (Zero Pressure) da Michelin -, além de um kit de reparo para furos, composto por um frasco de líquido selante e um compressor elétrico. A diferença desses pneus é ter flancos, ombros e talões para suportar o carro em caso de perda de pressão. Desta forma, são capazes de rodar furados por até 80 km a uma velocidade máxima de 80 km/h. Aplicado o selante e enchido o pneu, essa rodagem pode ser ampliada para 200 km. 

Acontece que, para poder rodar sem ar, esses pneus têm as laterais duras. Isso exigiu uma recalibração da suspensão por parte da Ford, mas mesmo assim o EcoSport perdeu conforto, principalmente em buracos. Na comparação com o modelo de pneus comuns, os impactos vindos do solo são bem mais sentidos pelos ocupantes, tirando uma das qualidades do Eco. Em compensação, a estabilidade foi favorecida, uma vez que os pneus se dobram menos nas curvas e oferecem maior aderência. 

Ford EcoSport 1.5 Titanium 2020 - Prós e Contras

A Ford diz que a aceitação do público é que vai definir, ou não, a aplicação dos pneus runflat (e a retirada do estepe) nas demais versões. O problema é que o preço elevado do Titanium pode afastar os interessados. Ao contrário do que se esperava pela perda do estepe e a troca do motor 2.0 pelo 1.5, o EcoSport Titanium 2020 ficou mais caro: R$ 103.890, ante os R$ 100.590 do antigo Titanium 2.0. Além disso, a reposição do pneu runflat sai por R$ 899 cada, contra R$ 663 do pneu convencional nas concessionárias Ford.

Fotos: divulgação  

Ficha Técnica - Ford EcoSport 1.5 Titanium 2020

MOTOR dianteiro, transversal, 3 cilindros em linha, 12 válvulas, 1.497 cm3, duplo comando com variador na admissão e escape, flex
POTÊNCIA/TORQUE

130/137 cv a 6.500 rpm; 15,6/16,2 kgfm a 4.500 rpm

TRANSMISSÃO câmbio automático de 6 marchas, tração dianteira
SUSPENSÃO independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira
RODAS E PNEUS liga-leve aro 17" com pneus 205/50 R17
FREIOS discos ventilados na dianteira e tambores na traseira, com ABS e ESP
PESO 1.310 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento 4.096 mm, largura 1.765 mm, altura 1.693 mm, entre-eixos 2.519 mm
CAPACIDADES porta-malas 356 litros, tanque 52 litros
PREÇO  R$ 103.890
MEDIÇÕES MOTOR1 BR 
    Ford EcoSport 1.5 AT Titanium - Etanol
  Aceleração  
  0 a 60 km/h 5,7 s
  0 a 80 km/h 9,1 s
  0 a 100 km/h 13,0 s
  Retomada  
  40 a 100 km/h em D

10,1 s

  80 a 120 km/h em D 10,6 s
  Frenagem  
  100 km/h a 0 42,0 m
  80 km/h a 0 26,3 m
  60 km/h a 0 15,0 m
  Consumo  
  Ciclo cidade  8,0 km/l
  Ciclo estrada 12,0 km/l

Galeria: Ford EcoSport Titanium 2020