Hexacampeões, estrelas da Fórmula 1 e da MotoGP foram os destaques do Oscar do automobilismo mundial

Em seu trigésimo ano, o principal evento da Motorsport Network foi novamente repleto das principais figuras do esporte a motor, comemorando as conquistas da temporada recentemente concluída.

Leia também:

Hexacampeão da Fórmula 1, o britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu o prêmio de Piloto Internacional do Ano. Também vencedor de seu sexto título, mas na MotoGP, o espanhol Marc Márquez, da Honda, foi eleito o Piloto do Ano (motociclismo). O tailandês Alex Albon, da Red Bull, recebeu o prêmio de Novato do Ano. Lando Norris, da McLaren, foi eleito o Piloto Britânico do Ano.

Ex-diretor de provas da F1 falecido no começo deste ano, Charlie Whiting foi premiado postumamente com o prêmio John Bolster, apresentado anualmente a uma organização ou pessoa que fez uma contribuição excepcional ao automobilismo.

Whiting era o diretor de provas da FIA desde 1997 e responsável por todas as atividades durante um fim de semana de corrida da F1, incluindo segurança, largada e aplicação de regras. Ele foi uma força motriz na promoção da segurança na F1, incluindo o halo.

Veja as premiações:

Piloto do Ano (motociclismo): Marc Márquez

Piloto Internacional do Ano: Lewis Hamilton

Piloto Britânico do Ano: Lando Norris

Carro de Rali do Ano: Toyota Yaris WRC

Novato do Ano: Alex Albon

Piloto de Rali do Ano: Ott Tänak

Piloto Nacional do Ano: Colin Turkington

Carro do Ano: Mercedes-AMG F1 W10 EQ Power+

Prêmio Aston Martin Autosport BRDC: Jonathan Hoggard

Prêmio Autosport Williams Engenheiro do Futuro: Luke Dardis

Prêmio Mahindra de Pioneirismo e Inovação: W Series

Prêmio Gregor Grant: Dick Bennetts, WSR; GP de Mônaco

Prêmio John Bolster: Charlie Whiting

Momento do Ano: Bicampeonato de Jean-Éric Vergne na Fórmula E

Fonte: Motorsport