Modelo terá pegada esportiva com motor a gasolina do SUV Land Cruiser Prado

Agora sim! Depois da versão que tinha apenas o visual aventureiro, a Toyota anunciou nesta segunda-feira (11) que irá lançar uma nova configuração da Toyota Hilux esportiva de verdade. Embora mantenha o mesmo nome de Hilux GR Sport, a nova variante terá o esperado motor 4.0 V6 a gasolina de 234 cv e seguirá ao lado da GR Sport atual (que tem o motor 2.8 diesel do resto da linha). Motor1.com apurou com fontes ligadas à marca que o lançamento no Brasil será em fevereiro de 2020, ainda sem preço confirmado.

Galeria: Toyota Hilux GR-Sport V6

A existência de uma nova versão da Toyota Hilux, desta vez com motor V6, já havia sido adiantada por Daniel Herrero, presidente da marca na Argentina. A adoção do 4.0 V6 a gasolina do Land Cruiser Prado também não é nenhuma surpresa, já que o SUV SW4 ganhou esta mesma motorização em alguns países como Uruguai e Venezuela.

No caso da Hilux GR Sport, o motor gera 234 cv e 38,3 kgfm de torque a 3.800 rpm da SW4, combinado ao câmbio automático de 6 marchas e com tração nas quatro rodas. A versão argentina terá 238 cv, uma diferença de 4 cv por conta da diferença no combustível. A fabricante ainda não divulgou todos os dados técnicos e de desempenho da picape. A parte visual é mais discreta do que a GR Sport diesel, com adesivos menores na lateral. Manteve a grade alterada para ter o nome da Toyota por escrito e detalhes vermelhos.

A escolha pelo motor a gasolina se deve à ausência de uma variante a diesel na linha da marca – só teria um 4.5 V8 do Land Cruiser, que não caberia no cofre da Hilux. Embora deva ser bem mais suave, sem a vibração dos motores a diesel, o desempenho pode não ser tão distante assim. A Hilux 2.8 turbodiesel entrega 177 cv e 45,9 kgfm a partir de 1.600 rpm. É menos potência, mas muito mais torque e que aparece muito antes.

Também não manterá o título de picape média mais potente do Brasil por muito tempo. A Volkswagen lançará uma atualização para a Amarok V6, elevando a potência dos atuais 225 cv para 258 cv, o que será feito no início do ano que vem. Será limitada a 100 unidades, bem menos do que as 400 da versão diesel. Na Argentina, ela será vendida por 3,22 milhões de pesos (R$ 223,7 mil), um belo salto em comparação aos 2,93 milhões de pesos (R$ 203,6 mil) da versão diesel. Por aqui, considerando que a GR-Sport 2.8 custa R$ 214.990, espere por algo próximo de R$ 230 mil.

Fotos: Erick Gabriel/Motorsport.com Brasil