Direto do Salão de Tóquio, veja como ficou a nova geração do modelo que chega ao Brasil em 2020

A Honda aproveita o Salão de Tóquio, realizado nesta semana na capital japonesa, para apresentar a nova geração do Fit. Agora com desenho mais arredondado e uma nova motorização híbrida, o compacto também evoluiu na cabine e ganhou versões específicas, uma para cada público. A chegada ao Brasil, embora a marca não confirme, deverá acontecer em 2020, com possível estreia pública no Salão de São Paulo, em novembro. 

Diretamente do Japão, nosso diretor geral Fábio Trindade apresenta as principais novidades do modelo neste vídeo. Uma das mudanças da nova geração está na coluna A, que foi recuada, enquanto o para-brisa avançou. A Honda então colocou uma fina cobertura ligando o capô ao teto, de modo que o resultado foi uma visibilidade bem mais ampla, reduzindo os pontos cegos - uma solução semelhante à do Citroën C4 Picasso, inclusive em termos visuais.

Honda Fit 2020

Já na traseira, a principal diferença fica por conta das lanternas, que pela primeira vez num Fit foram colocadas em posição horizontal e com uma parte que invade a tampa do porta-malas. Internamente, o painel ganhou desenho também mais horizontal e um volante de dois raios, enquanto que o cluster agora é totalmente digital. O espaço segue como destaque, bem como o sistema de banco traseiro que pode ser rebatido ou levantado, para levar cargas volumosas ou compridas. Para tanto, o Fit manteve o tanque de combustível sob os bancos dianteiros.

Apresentado em cinco versões, o novo Fit muda o estilo e acabamento de acordo com cada uma delas - incluindo uma levemente aventureira. Segundo apurou nossa reportagem, no Brasil o para-choque traseiro será mais protuberante, para proteger melhor a tampa traseira, como aconteceu na última reestilização do modelo atual. 

Honda Fit 2020
Honda Fit 2020

Em termos mecânicos, no Japão a grande estrela será um modelo híbrido que une o motor 1.5 a combustão a um elétrico. Já para o Brasil, a expectativa é que o novo Fit receba o motor 1.0 turbo de 3 cilindros da Honda, que também servirá ao próximo City. 

Vídeo: Fábio Trindade, do Japão

Viagem a convite da Anfavea 

Galeria: Honda Fit 2020