Modelos terão sistema plug-in híbrido com autonomia de 50 km no modo elétrico

A Jeep prepara boas novidades para o Salão de Genebra. O evento suíço será o palco para a apresentação das versões híbridas de Renegade, Compass e Wrangler, mas por enquanto será apenas para demonstração uma vez que que o lançamento acontecerá somente no 1º trimestre de 2020. O três modelos utilizarão conjunto mecânico híbrido do tipo plug-in, ao invés de um sistema leve de 48V como o que o Wrangler usa nos Estados Unidos.

De acordo com o site Automoto.it, a Jeep ainda está desenvolvendo os modelos, mas quer demonstrar que já possui a tecnologia para a sua gama. Como outros híbridos, eles usariam um motor a combustão e outro elétrico, podendo rodar por 50 km usando apenas a carga das baterias. Embora o Wrangler tenha uma versão híbrida-leve de 48V, ele ainda deve receber o mesmo conjunto plug-in que estará no Compass e no Renegade.

Apesar do plano de revelar as novas configurações eletrificadas em março, o lançamento será somente em 2020. O Automoto.it diz que o primeiro deles será o Jeep Renegade, no 1º trimestre, para aproveitar a linha de montagem do Fiat 500X, que também terá versão híbrida e usa a mesma plataforma. Logo em seguida será a vez do Compass, em abril, seguido de perto pelo Wrangler.

Jeep Compass Longitude 2.0
Jeep Wrangler 2018

A pressa da Fiat-Chrysler para lançar as versões híbridas são para ajudar a marca a se encaixar dentro das novas normas de emissão na Europa.

No entanto, ainda não há confirmação de quando será lançado em outros mercados, muito menos se chegará ao Brasil.

Fonte: Automoto.it

Galeria: Jeep Renegade 2019