O maior SUV da marca tem até 462 cv e muita tecnologia de série

Mais de quatro anos após o anúncio oficial da produção na fábrica de Spartanburg, no estado norte-americano da Carolina do Sul, o novo BMW X7 enfim é apresentado como um novo SUV premium de sete lugares ao catálogo da marca. As vendas nos Estados Unidos começam em março de 2019, o que o colocará nas lojas junto com a nova geração do Série 3, a G20. A fabricante já confirmou que irá vendê-lo no Brasil no ano que vem.

 

O X7 veste o mais exagerado estilo de um SUV da BMW, criando um visual mais imponente que os outros modelos. Na dianteira, há uma gigantesca grade que serve como imã para os olhos. Finos, os faróis em LED ocupam a seção superior da frente do veículo. Os designers fizeram as portas traseiras maiores que as dianteiras para facilitar o acesso da segunda e terceira fileiras de bancos. 

2019 BMW X7
2019 BMW X7

Chega aos Estados Unidos em duas versões. O X7 xDrive40i começa em US$ 73.900 (cerca de R$ 274,9 mil) e o X7 xDrive50i em US$ 92.600 (R$ 344,4 mil). O 40i usa o motor 3.0 turbo com seis cilindros em linha, que gera 340 cv e 45,6 kgfm de torque e que leva o SUV a 96 km/h em 5,8 segundos. O 50i usa o V8 4.4 biturbo com 462 cv e 66,2 kgfm de torque, acelerando a 96 km/h em 5,2 segundos. 

Ambos utilizam o câmbio automático de oito marchas e tração integral. Um diferencial traseiro blocante equipa a versão 50i com o opcional Dynamic Handling Package e o Off-Road Package, e utiliza uma suspensão a ar adaptativa tanto na frente quanto atrás.

Os europeus não terão a 50i, mas compensam com duas opções diesel. A 30d terá o 3.0 seis cilindros em linha com 264 cv e 63,2 kgfm de torque, enquanto a M50d usa o quadriturbo 3.0 com 400 cv e 77,5 kgfm de torque. 

2019 BMW X7
2019 BMW X7

Por dentro, o X7 é espaçoso e luxuoso. O painel compartilha o estilo com os BMW modernos, recebendo a tela de 12,3" no painel de instrumentos ao lado de outra tela de 12,3" para o sistema de entretenimento. Há uma vastidão de botões e seletores no console central, incluindo o comando do iDrive, alavanca de câmbio, seletor de modo de condução e altura da suspensão. Ar-condicionado de quatro zonas é item de série e mantém os ocupantes confortáveis, e pode ter cinco zonas por um custo extra. Todos os X7 tem teto-solar panorâmico em três partes. Há bancos individuais como opcional para quem quer deixar os ocupantes da segunda fileira bem confortáveis, pois possuem os mesmos ajustes que o banco do motorista e do passageiro dianteiro. Só que este opcional reduz a quantidade de assentos de sete para seis lugares.

2019 BMW X7
2019 BMW X7

O X7 tem a tampa do porta-malas dividida em duas partes e ambas abrem e fecham eletricamente. A suspensão a ar pode abaixar a traseira para facilitar o embarque de cargas. Com todas as fileiras levantadas, são 1.376 litros de espaço na traseira. Abaixadas, o espaço sobe para 2.560 litros. 

O BMW X7 tem uma série de tecnologias de condução. A versão xDrive40i tem monitor de ponto cego, aviso de saída de faixa, alerta de colisão traseira, aviso de colisão frontal, alerta de pedestres com frenagem automática, alerta de tráfego cruzado e limitador de velocidade. A xDrive50i adiciona estacionamento automático, assistente de faixa e de tráfego. 

Se você quer ser um dos primeiros a ter o X7 (nos Estados Unidos), a BMW já oferece o SUV em pré-venda no país. Os interessados fazem a reserva on-line com o pagamento de um sinal e escolhem uma concessionária. Depois é só escolher cores e terá a prioridade na entrega do carro. Embora já tenha sido confirmado para 2019 no Brasil, o novo BMW X7 ainda não tem uma data de lançamento definida - o mais provável é que fique para o segundo semestre, para que a produção inicial abasteça os EUA e a Europa.

Fonte: BMW

Galeria: BMW X7 2019