Alguns modelos no Brasil ainda são vendidos sem o item de segurança, oferecido como opcional ou somente nas versões mais caras

Todo mundo hoje em dia quer um SUV, mas nem sempre se preocupa em ver se ele tem os equipamentos de segurança adequados. O controle de estabilidade (ESP) é um dos mais importantes para este tipo de veículo, mas, infelizmente, ainda há algumas fabricantes oferecendo este item como opcional ou apenas nas configurações mais caras. Só que ele é um item essencial para segurança, como mostra este teste feito pelos mexicanos do Autologia: 

Os SUVs chamam a atenção por serem mais altos e terem distância em relação ao solo maior do que a dos outros veículos. É vantajoso em situações de ruas acidentadas ou sem pavimentação. Porém, tem suas desvantagens. Como está mais alto, isso eleva o centro de gravidade do carro, o que aumenta o perigo em desvios rápidos ou curvas fechadas em alta velocidade. 

Para resolver essa questão, os carros utilizam o controle de estabilidade e outros sistemas eletrônicos. O Autologia fez uma prova dinâmica com o Nissan Kicks, em sua versão mais básica, sem o ESP, e depois com o equipamento. Assim como no Brasil, o ESP é um item opcional nas configurações de entrada do Kicks mexicano. Para mostrar sua importância, realizaram o famoso "teste do alce", simulando uma situação em que o motorista precisa desviar rapidamente de um obstáculo - como um alce atravessando a estrada. Muitos carros já falharam neste teste, como a picape Toyota Hilux em 2016.

 

Leia também:

Por volta dos 9 minutos do vídeo, o Autologia começa a fazer os testes com o Kicks sem o ESP. Começam a 60 km/h, o que já assusta o motorista, pois ele percebe que a traseira estava perto de levantar. Em seguida, ele faz a 70 km/h e o SUV chega muito perto de capotar. Logo depois, realizam o mesmo teste com um Kicks com ESP sem grandes problemas.

 

Fica a lição para quem deseja um SUV. As fabricantes irão segurar a oferta do controle de estabilidade até 2020, quando a legislação brasileira passará a exigir o item de série em todos os carros. O melhor é optar por um modelo que venha com o item de série ou gastar um pouco mais para equipar o veículo com o ESP (se ofertado como opcional). O que está em jogo é sua segurança em uma situação de emergência.

Fonte: Autologia via Youtube | Truth About Cars