Sistema permite interação entre veículos para aprimorar a segurança viária e a direção autônoma

A 5G Automotive Association (5GAA), junto BMW, Ford e PSA anunciam nesta semana uma parceria com as empresas Qualcomm e Savari para o desenvolvimento da tecnologia de comunicação direta C-V2X. Definido como "solução global de comunicação do veículo-com-tudo (V2X)", o recurso tem como objetivo aprimorar a segurança viária, a direção autônoma e a fluidez no trânsito. Testes já foram realizados em Paris e a exibição da tecnologia pôde ser vista diretamente em carros de passeio, motocicletas e até na infraestrutura viária da cidade.

 

Leia também:

A exibição incluiu seis aplicações: luz de freio eletrônica de emergência, alerta de colisão em cruzamentos, alerta de risco de colisão em entroncamentos, alerta de veículo lento e alerta de veículo parado, fase e temporização de sinal/alerta de violação de sinal e alerta de usuário vulnerável na pista (pedestre). Além de carros de passeio da Ford, PSA e BMW, foram usadas scooters elétricos da BMW, todos equipados com tecnologia de comunicação direta C-V2X usando chip Qualcomm 9150 C-V2X.

Também foram exemplificados os benefícios do C-V2X para evitar colisões usando a comunicação veículo-a-veículo (V2V) e a conectividade veículo-a-infraestrutura (V2I), integrando os sinais de trânsito e centros de gerenciamento de tráfego. Na prática, a tecnologia usa comunicação direta em tempo real e não depende de cobertura de rede de celular. O veículo passa a ter maior capacidade de "ver, ouvir e entender" o ambiente ao redor, respondendo de maneira mais eficiente à situações perigosas. 

"Os modems de celular serão chaves para a implantação do C-V2X em veículos. Com sua capacidade de conectar veículos com segurança e evolução no 5G, o C-V2X está integrado à visão de transporte do futuro, em que todos os carros e a infraestrutura conversarão entre si”, afirmou um porta-voz. As validações de campo da nova tecnologia já estão em andamento na Alemanha, França, Coréia, China, Japão e EUA. A expectativa é tornar toda a operação comercial em 2020.

Fotos: Divulgação