Ainda produzido no Brasil e China, Lancer voltaria ao resto do mundo como um hatch médio com ares de SUV

A Mitsubishi prepara a volta do Lancer para o mercado global – já que ele ainda é fabricado por aqui e na China como um sedã. Porém, ao invés de seguir o caminho tomado na Ásia, onde manteve a carroceria sedã com uma nova geração, o novo produto deve ser um hatchback misturado com SUV, para brigar tanto com Ford Focus e Volkswagen Golf quanto com o Toyota C-HR e Honda HR-V.

Leia também:

“Nós temos um plano de produto de longa escala que é bem sólido até 2025, e uma reticência depois disso. Ao falar disso, o que pensamos foi: ‘Quais veículos nós queremos? No que iremos trabalhar?’ Iremos lançar novos AX, Outlander e L200 Triton. E temos mais dois modelos: Pajero e Lancer”, explica Trevor Mann, chefe da Mitsubishi, ao site Auto Express. “O Lancer é, provavelmente, o mais fácil; acreditamos que temos a solução que poderia entrar no segmento. Se você olhar globalmente, o segmento dos hatches médios [Golf e Focus] não está caindo. Está um pouco abaixo nos EUA e Europa, mas os números ainda crescem na China. Então há apelo. E nós achamos que, como é um segmento tão grande mundialmente, vale a pena dar uma olhada.”

2017 Mitsubishi e-Evolution concept

Isso poderia indicar que o próximo Lancer seria um hatch médio. Porém, a equipe de design da Mitsubishi mostra outra ideia. “Só porque é do segmento C não significa que precisa ser um hatchback convencional”, diz Tsunehiro Kunimoto, líder da equipe de design da marca. “Talvez possamos criar um novo tipo de hatchback. Estamos pensando de forma radical. Originalidade faz tanta parte da filosofia de design da Mitsubishi quanto consistência.” E como seria este novo hatch? Segundo Kunimoto, o conceito e-Evolution seria o ideal para o novo Lancer.

Agora que faz parte da Aliança Renault-Nissan, a Mitsubishi deve aproveitar a mecânica da empresa, adotando a plataforma CMF C/D para o novo Lancer. Além de ter o tamanho ideal, consegue trabalhar com sistemas de tração nas quatro rodas e adotar motorizações híbridas. Porém, ele deve estrear somente depois de 2025, após a fabricante encerrar a estratégia atual de veículos.

Fotos: Divulgação e Motor1.com

Galeria: Mitsubishi e-Evolution