SUV começou a ser vendido por aqui em sua primeira geração, por R$ 66.880

A grande novidade da Honda para nosso mercado neste ano é o lançamento da quinta geração do CR-V. O SUV médio, que já foi um dos principais modelos da empresa no país, terá uma vida bem diferente agora, sendo o carro mais caro da marca em nosso mercado. O lançamento neste mês coincide com a chegada da primeira geração, em março de 2000, que resgatamos em nosso #TBT de hoje.

Leia também:

Importado do Japão, o primeiro Honda CR-V chegou aqui com quatro anos de atraso, já que foi lançado no oriente em 1996, após uma apresentação no Salão de Tóquio em 1995. Nasceu para brigar diretamente com o Toyota RAV4. Foi desenvolvido a partir da plataforma do Civic, que também emprestava detalhes de design interior e frontal. Era bem mais retilíneo, algo comum para os SUVs da época, e tinha estepe preso na tampa do porta-malas. Uma curiosidade é que a base do porta-malas podia ser destacada e, com pés dobráveis, se tornava uma mesinha de piquenique.

Honda CR-V 2000
Honda CR-V 2000

Segundo a Honda, o nome CR-V vem de "Comfortable Runabout Vehicle", uma forma de definir que é um carro confortável e versátil para andar tanto no asfalto quanto na terra. Assim como seu grande rival RAV4, o CR-V foi pensado ter alguns dos benefícios dos SUVs de verdade, como maior visibilidade, mais espaço e tração nas quatro rodas (mesmo que como opcional), mas com a agilidade e consumo de combustível de um compacto. Por isso, é mais urbano do que trilheiro.

Era considerado compacto para os padrões japoneses, posicionado abaixo do Honda Passport. Media 4,52 metros de comprimento, 1,75 m de largura, 1,71 m de altura e tinha 2,62 m de entre-eixos. Para efeito de comparação, a quinta geração tem 4,59 m de comprimento, 1,85 m de largura, 1,69 de altura e 2,66 m de entre-eixos.

Chegou no Brasil já com a reestilização introduzida em 1999, quando ganhou novo para-choque, antena menor no teto e mudança na mecânica. O motor 2.0 de 131 cv foi substituído por outro 2.0 de 147 cv a 6.300 rpm e 18,5 kgfm a 4.500 rpm. Podia trabalhar com câmbio manual de 5 marchas ou automático de 4 posições, sempre com tração integral.

Honda CR-V 2000
Honda CR-V 2000

Custava R$ 66.800 na versão com câmbio manual. Vinha equipado com ar-condicionado, airbag duplo frontal, banco do motorista com ajuste de altura, freios ABS, volante com ajuste de altura, vidros e travas elétricas, retrovisores com ajuste elétrico, rodas de liga leve de 15” e rádio com toca-fitas. Tinha como opcional um rádio com CD Player e pintura perolizada. O modelo com transmissão automática custava R$ 69.340.

A primeira geração do CR-V teve carreira bem curta no nosso país, já que a segunda geração foi apresentada em 2001 e desembarcou no Brasil já em 2002. Tinha proposta diferente, se afastando do design quadrado e com cara de aventureiro (embora mantivesse o estepe na traseira) para adotar um estilo mais urbano.

Fotos: divulgação

Galeria: Honda CR-V 2000