Vendas do novo sedã começam em janeiro de 2018

Este é o novo Volkswagen Virtus 2018. Depois de ter sido revelado parcialmente após vazamento de imagens, a versão sedã do Polo faz a sua estreia mundial no Brasil. O novo sedã da Volkswagen chega em janeiro com para brigar com as versões mais caras concorrentes, ou seja, a tabela de preços do Virtus tem como mira o Prisma, o bem sucedido Honda City além dos futuros Fiat Cronos e Toyota Yaris Sedan. 

Como esperado, o novo Virtus guarda muitas semelhanças com o hatch, principalmente a plataforma. A base é a MQB-A0, o que possibilita dividir quase que todos os componentes com o novo Polo. A ficha técnica do Virtus tem suspensão, direção, motores e câmbios igual a do hatch, como o esperado. Por enquanto, a Volkswagen confirmou apenas a versão 200 TSI, equipada com motor 1.0 TSI de 3 cilindros turbo que entrega potência máxima de 128 cv com etanol e 115 cv com gasolina a 5.500 rpm e torque máximo de 200 Nm (20,4 kgfm), com gasolina ou etanol, de 2.000 a 3.500 rpm. Com este motor, o Virtus acelera de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos e atinge velocidade máxima de 194 km/h (dados com etanol), segundo a montadora.

Volkswagen Virtus 2018

Visualmente, tem a mesma dianteira do Polo, inclusive com a modificação na parte inferior feita no hatch para o mercado sulamericano. Na traseira, a nova identidade da VW, que inclusive estará no futuro Novo Jetta, que estreia no Salão de Detroit em janeiro. As lanternas estão mais finas, principalmente na porção que invade a tampa do porta-malas.

Volkswagen Virtus 2018

Para oferecer mais espaço interno que o hatch, o Virtus recebeu entre-eixos de 2,65 metros, ou seja, exatamente a mesma do Jetta atual e 8,5 cm maior que a do Polo. Também é maior no comprimento com seus 4,48 m, bem maior que os 4,05 m do hatchback. O porta-malas tem capacidade de 521 litros, contra os 300 litros do Polo. A altura do Virtus é de 1.468 milímetros e a largura é a mesma: 1.751 mm.

O desenho do interior e painel do Virtus é basicamente o mesmo do Polo, inclusive os materiais. Os mesmos plásticos rígidos do hatch estão presentes na composição do painel, console e revestimento das portas. Também terá a disposição o painel totalmente digital Active Info Display de 10,25 polegadas e os sistemas de infotainment, com o topo sistema Discover Media com tela sensível ao toque de 8 polegadas, além de três entradas USB e as plataformas Mirrorlink, Apple CarPlay e Android Auto integradas. 

Leia também:

Em sua apresentação, a Volkswagen anuncia o Virtus como um dos modelos mais seguros do segmento. Vale lembrar que seu irmão Polo, também construído sobre a plataforma MQB, obteve nota máxima de cinco estrelas nos testes de colisão do Latin NCAP. Em ambos, a montadora informa que a maior parte da estrutura da carroceria é formada por aços especiais, de alta e ultra-alta resistência, com partes conformadas a quente.

Em relação a segurança, o Virtus equipado com o motor 200 TSI terá de série o ESC – Controle Eletrônico de Estabilidade, que engloba outros recursos eletrônicos de assistência, como o HHC (controle de assistência de partida em rampa), HBA (Hydraulic Brake Assist system) ou BAS, XDS+ (bloqueio eletrônico do diferencial), BSW (Bremsscheibewischer – Limpeza Automática dos Discos de Freio) e RKA+ (Monitoramento da pressão dos pneus).

Apesar de não ter confirmado as versões, o Virtus deve ter uma lista semelhante à do Polo. No entanto, a versão de entrada do Virtus será equipada com o 1.6 16V equipada com o câmbio manual de cinco marchas enquanto a intermediária e topo de gama contarão com o conjunto 200 TSI (1.0 Turbo) e câmbio automático Tiptronic de seis velocidades. O motor 1.0 aspirado não será oferecido no sedã.

A tabela de preços do Virtus 2018, ainda não divulgada, pode ser estimada com base no próprio Polo e também dos concorrentes. Ou seja, podemos preços ligeiramente superiores ao do Polo 1.6 MSI (R$ 54.990), do Prisma 1.4 LT (R$ 56.090) e Honda City DX (R$ 60.900).

Volkswagen Virtus 2018 - Apresentação mundial