Nova linha de motores tricilindricos é esperada para a próxima geração do Onix

A General Motors divulga as primeiras imagens e informações dos motores 1.0 e 1.3 da linha Ecotec, que serão fabricados na China. Ambos são turbo e contam com injeção dupla de combustível. O que os torna importantes é o fato de terem sido desenvolvidos como arquitetura global. Ou seja, serão utilizados em outros mercados, o que deverá incluir o Brasil, já que a marca confirmou um investimento de R$ 1,9 bilhão na fábrica de motores em Joinville (SC).

Essa família de motores estreou na Europa, equipando o compacto Opel Adam, em 2014. Agora revisada e atualizada, a linha Ecotec ficou 10% mais econômica. O 1.0 gera 125 cv e 17,3 kgfm de torque com consumo médio de 20,4 km/l, enquanto o 1.3 produz 163 cv e 23,4 kgfm, com média de consumo de 17,2 km/l. Ambos são os primeiros a utilizarem injeção de duas portas (dois bicos por cilindro), o que otimiza a combustão.

Leia também:

Utilizam bloco de alumínio e receberam câmara de combustão redesenhada para melhorar a eficiência. A GM testou 367 protótipos, que rodaram quase 6 milhões de quilômetros em diferentes condições para garantir sua durabilidade. Ganharam ainda novas tecnologias para reduzir vibração e ruído.

Linha emergente

A próxima geração de carros compactos da Chevrolet no Brasil terá forte ligação com a China. A nova plataforma, chamada GEM 2, foi desenvolvida em parceria com a SAIC e será utilizada em diversos países emergentes, inclusive por aqui. É dela que virá a nova geração de Onix e Prisma, um novo SUV compacto e uma picape inédita do porte da Fiat Toro.

Além da plataforma, o investimento de R$ 1,9 bilhão na fábrica de Joinville indica que a marca finalmente irá mexer na linha de motores. O caminho mais óbvio é apostar nos 1.0 e 1.3 turbo, mais eficientes e que ajudarão a fabricante a ficar dentro das novas metas de eficiência energética que serão exigidas pelo novo regime automotivo Rota 2030.

Foto: Divulgação