Manipulação envolvendo motores diesel afetou pelo menos 600 mil veículos em solo norte-americano

Em audiência realizada na última semana em um tribunal de Detroit, nos Estados Unidos, a Volkswagen assumiu a culpa pelo caso do Dieselgate. Conforme relata a imprensa norte-americana, a gigante alemã se declarou responsável pelas acusações criminais de conspiração, obstrução de justiça e comercialização de mercadorias importadas por meio de declarações falsas.

Leia também:

Ao assumir a culpa, a VW cumpre com parte do acordo firmado ainda em janeiro com autoridades norte-americanas e, ao mesmo tempo, dá andamento à resolução do caso. No dia 21 de abril, uma nova audiência será realizada e o juiz Sean Cox finalmente dará a sentença. "Quero mais tempo para refletir e estudar", disse o magistrado.

 

Volkswagen Dieselgate

 

Em janeiro, a marca firmou junto ao Departamento de Justiça do país o compromisso de pagar US$ 4,3 bilhões em multas, sendo US$ 2,8 bilhões por violações criminais e US$ 1,5 bilhão por importação e venda de veículos manipulados. Caso o juiz não aceite os termos deste acordo, a multa imposta poderá chegar aos US$ 34 bilhões. Aguardemos.

Fotos: divulgação