Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes

Se você curte sedãs executivos e pode gastar até R$ 200 mil para colocar um exemplar na garagem, é bem provável que você feche negócio numa concessionária BMW ou Mercedes-Benz. Com os modelos Série 3 e Classe C, respectivamente, as marcas alemãs de Munique e Stuttgart dominaram o segmento aqui no Brasil - tanto que ambas já montam esses modelos em solo nacional. Não que eles não façam jus ao sucesso, afinal, são dois dos melhores sedãs executivos do mundo.
Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes
Mas hoje vamos falar de dois caras que querem mudar essa história: de um lado, o novo Audi A4, revisto e ampliado para se distanciar do A3 Sedan; do outro, o Jaguar XE, o sedã mais germânico que a Inglaterra já produziu. Seriam eles capazes de desviar a atenção do consumidor dos líderes?
Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes
Começando pelo recém-chegado A4, seu projeto partiu praticamente de uma folha em branco: são novos a plataforma, o motor, o câmbio, as suspensões, a carroceria, os equipamentos e por aí vai. Por fora, ele mantém o estilo discreto que sempre lhe foi característico, mas agora com leves toques de esportividades, como nos faróis recortados e a traseira mais saliente. O show de verdade está na cabine. O sedã traz o quadro de instrumentos digital de 12,3 polegadas que estreou no TT (Audi virtual cockpit), um belíssimo volante, ar-condicionado tri-zona com telas na dianteira e traseira, nova central multimídia e ainda um acabamento que faria bonito mesmo num A6. Em resumo, o A4 finalmente mostra para o A3 Sedan quem é quem dentro de casa.
Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes
Para dirigir, o A4 faz movimento oposto ao dos rivais e investe na suavidade. A direção elétrica é uma manteiga, enquanto a suspensão trabalha macia e silenciosa (menos nos buracos mais fundos, mas aí não é culpa do carro). Mesmo no trânsito pesado, o novo Audi é um carro que te faz relaxar. Os bancos são muito confortáveis, o aroma de couro é coisa fina e o sistema de som da Bang & Olufsen cria uma atmosfera que isola a cabine do mundo exterior. Para acompanhar, o espaço no banco traseiro está maior para as pernas, ampliando o conforto dos passageiros.
Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes
O motor 2.0 TFSI é de uma nova geração chamada Ultra, que traz um novo método de combustão com menor fase de compressão e fase de expansão mais longa, de modo a reduzir o consumo. Além disso, a transmissão agora é a S-Tronic de sete marchas e dupla embreagem banhada a óleo, no lugar da CVT do antigo A4. Para ajudar, a nova geração do sedã emagreceu cerca de 120 kg. O resultado foi uma excelente média de consumo em nossas medições, tanto na cidade quanto na estrada: 9,5 e 15,6 km/l, respectivamente, garantindo ao A4 o posto de mais econômico da categoria.
Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes
Em desempenho, no entanto, a opção pelo motor econômico tira um pouco do brilho. Neste ajuste, o 2.0 TFSI rende 190 cv e 32,7 kgfm de torque, números mais do que suficientes para acelerações e retomadas vigorosas, mas sem chegar a empolgar. Para se ter uma ideia, o A4 fechou os 100 km/h em 7,7 segundos, enquanto o XE fez o mesmo em 6,8 s - e quase 1 segundo é muito em distância. Mas, como dissemos anteriormente, a pegada do novo Audi é passear. Anda bem quando precisa? Sim, sem dúvidas, mas o negócio dele é conforto.
Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes
Da mesma forma, o A4 se comporta com equilíbrio nas curvas e frenagens, sempre muito previsível e obediente. A carroceria pouco inclina nos desvios e a direção favorece a suavidade em vez da conectividade com o condutor, mas OK, não estamos num S4. O novo Audi é seguro e elegante, na medida. Até responde com vontade quando incitado a correr pelo modo Sport do Audi Select Drive, mas, após uma serrinha feita com menos juízo, vemos que ele se sente mais à vontade numa viagem relaxada com a família.
Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes
Temos então a melhor opção do segmento para quem busca conforto - numa briga acirrada com o Mercedes C200 -, aliado a uma cabine high-tech que encanta. Poder variar o visor do painel, aumentar o mapa do GPS e ajustar as funções do carro é, sem dúvida, um diferencial do A4 em relação aos rivais. Uma semana antes de pegar o sedã, rodei com o novo Q7 (que custa mais que o dobro) e ao trocar pelo A4 não senti falta de quase nada. Pena que a central multimídia tenha ficado parecida com a do Classe C e lembre um iPad colocado no painel - só que sem tela touch.
Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes
Se o A4 é a razão em forma de carro, o Jaguar XE é todo sobre emoção. A linha curva do teto que lembra um cupê, os "olhos" invocados na dianteira, o capô longo e a traseira curtinha já dão ideia de que o negócio aqui é acelerar. Ainda mais nesta versão R-Sport, que traz rodas pintadas de preto e bodykit completo - cuidado pra não rasparrrrrrrr... Sob o capô, o motor 2.0 turbo está mais preocupado em despejar potência do que salvar os ursos polares, entregando 240 cv e 34,7 kgfm ao câmbio automático de oito marchas, que por sua vez envia força para as rodas traseiras.
Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes
Sim, tração traseira. Eis o principal diferencial do XE para o A4, e sua principal semelhança com o BMW Série 3 - carro que este Jaguar foi criado para caçar. Desde a primeira volta no quarteirão, o XE não nega que os engenheiros ingleses andaram muito no BMW ao desenvolver este Jag. O resultado? Dos melhores! A direção é afiadíssima, rápida, precisa e um pouco mais pesada que a do Audi, enquanto a suspensão é firme sem ser uma tábua e a resposta do motor é nada menos que empolgante, mesmo no modo normal de condução. Freios também espetaculares e um câmbio rápido na medida completam o pacote.
Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes
Pena que a transmissão mantenha aquela manopla giratória que tomou conta dos Land Rovers (mesmo Grupo da Jaguar). Particularmente, acho nada prático ficar girando aquilo nas manobras entre Ré e Drive, além de tirar a opção de trocas manuais pela alavanca - que podem ser feitas por borboletas no volante. Em funcionamento, a caixa da ZF não entrega a mesma suavidade de trocas do Audi, mas em compensação diverte mais em uso esportivo, quando dá aquelas pancadas nas mudanças ascendentes.
Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes
O motor do inglês também fala mais alto em giros elevados, incitando o motorista a acelerar, num temperamento oposto ao do Audi. E a tração traseira, bem, confesso que não resisti de pegar uma serrinha e desativar o ESP para umas escorregadas (não faça isso em casa!). Firme de suspensão, com uma direção veloz e uma traseira animada, o XE é carro para entusiastas que querem exercitar os braços no contra-esterço. Mesmo com o ESP ligado você percebe a traseira "viva" - fico imaginando a versão V6 com 340 cv!
Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes
Como esperado, o Jag dominou as provas de desempenho (incluindo as frenagens) e até que não fez feio no consumo: rodando em oitava marcha na estrada, com giro baixo, sua média ficou em 13,2 km/l - ainda assim longe do Audi. O ponto fraco aqui está no espaço traseiro, ou melhor, na falta dele. O XE é apertado para quem viaja atrás, tanto nas pernas quanto na cabeça. Até mesmo na frente nos sentimos num carro mais "justo" que o A4.
Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes
Apesar de não estar tão na era digital quanto o Audi, o Jaguar também ostenta uma bela cabine, com destaque para o design Riva Hoop no painel, que consiste num arco que atravessa toda a extensão da peça e termina nas portas. O quadro de instrumentos é tradicional com ponteiros, mas ganha iluminação diferente (vermelha) ao acionarmos o modo esportivo de condução. Já a central multimídia de nova geração da JLR é bem mais intuitiva e rápida de usar, além de ser sensível ao toque. Exclusivo do XE na comparação com o A4 é a regulagem elétrica da coluna de direção, bem como a cortina do teto-solar também elétrica. Em compensação, o Audi dá o troco com faróis full LED (incríveis!) e o reprodutor do velocímetro digital no para-brisa (o head-up display, item opcional). Apesar de serem dois carrões e terem preços semelhantes, eles são tão diferentes na prática que a conclusão fica fácil: conforto, suavidade, espaço e tecnologia? Audi. E ele ainda custa um pouco menos, a partir de R$ 182.990 nesta versão Ambiente - embora passe dos R$ 200 mil quando equipado com os opcionais teto-solar, detector de pedestres, câmera de ré, som Bang & Olufsen e o head-up display.
Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes
Prefere diversão, tocada e exclusividade? Jaguar. Nesta versão R-Sport, ele custa R$ 206.000 sem opcionais (incluindo som da Meridian). E quanto a BMW e Mercedes? Bom, o A4 tem mais a ver com o cliente do Classe C, enquanto o XE pega em cheio o cara do Série 3. Se você está pensando num deles, não deixe de conhecer o outro antes de escolher seu próximo sedã executivo. Texto e fotos: Daniel Messeder

Ficha Técnica – Audi A4 Ambiente

Motor: dianteiro, longitudinal, quatro cilindros, 16 válvulas, 1.984 cm³, turbo, injeção direta e indireta, gasolina; Potência: 190 cv de 4.200 rpm a 6.000 rpm; Torque: 32,7 kgfm entre 1.450 e 4.200 rpm; Transmissão: câmbio automatizado S-Tronic de dupla embreagem e sete marchas, tração dianteira; Direção: elétrica; Suspensão: independente McPherson na dianteira e independente multibraço na traseira; Freios: discos nas quatro rodas com ABS e EBD; Rodas: aro 18″ com pneus 225/50 R17; Peso: 1.405 kg; Capacidades: porta-malas 480 litros, tanque 54 litros; Dimensões: comprimento 4.726 mm, largura 1.842 mm, altura 1.427 mm, entre-eixos 2.820 mm Medições CARPLACE Aceleração 0 a 60 km/h: 4,0 s 0 a 80 km/h: 5,7 s 0 a 100 km/h: 7,7 s Retomada 40 a 100 km/h em S: 5,4 s 80 a 120 km/h em S: 5,5 s Frenagem 100 km/h a 0: 37,7 m 80 km/h a 0: 23,2 m 60 km/h a 0: 13,2 m Consumo Ciclo cidade: 9,5 km/l Ciclo estrada: 15,6 km/l

Ficha Técnica – Jaguar XE R-Sport

Motor: dianteiro, longitudinal, quatro cilindros, 16 válvulas, 1.999 cm³, turbo, injeção direta, gasolina; Potência: 240 cv a 5.500 rpm; Torque: 34,7 kgfm entre 1.750 e 4.000 rpm; Transmissão: câmbio automático de oito marchas, tração traseira; Direção: elétrica; Suspensão: independente double wishbone na dianteira e independente multibraço na traseira; Freios: discos nas quatro rodas com ABS e EBD; Rodas: aro 18" com pneus 225/45 R18; Peso: 1.530 kg; Capacidades: porta-malas 455 litros, tanque 63 litros; Dimensões: comprimento 4.672 mm, largura 1.850 mm, altura 1.416 mm, entre-eixos 2.835 mm Medições CARPLACE Aceleração 0 a 60 km/h: 3,3 s 0 a 80 km/h: 5,0 s 0 a 100 km/h: 6,8 s Retomada 40 a 100 km/h em S: 4,8 s 80 a 120 km/h em S: 4,3 s Frenagem 100 km/h a 0: 36,3 m 80 km/h a 0: 22,9 m 60 km/h a 0: 13,3 m Consumo Ciclo cidade: 7,2 km/l Ciclo estrada: 13,2 km/l

Galeria de fotos:

Teste CARPLACE: novo Audi A4 encara Jaguar XE na investida contra BMW e Mercedes

Foto de: Daniel Messeder