Mercedes volta atrás e diz que nova picape poderá ser oferecida nos EUA

Quando anunciou o desenvolvimento de uma inédita picape, a Mercedes-Benz causou estranhamento na imprensa por excluir dos planos iniciais o maior consumidor de camionetes do planeta: os Estados Unidos. No anúncio oficial divulgado há algumas semanas, a marca mencionou apenas Austrália, América do Sul, Europa e África do Sul como mercados em potencial para o utilitário. Agora, porém, volta atrás na decisão inicial e confirma que o modelo também poderá chegar à América do Norte.
Mercedes volta atrás e diz que nova picape poderá ser oferecida nos EUA
G63 AMG 6X6, um dos carros mais brutos já produzidos pela marca Em entrevista concedida à agência Automotive News durante o Salão de Nova York, Steve Cannon, CEO da Mercedes nos EUA, afirmou que o lançamento da picape no país está entre as prioridades da empresa para os próximos anos. Segundo Cannon, o modelo será posicionado no mercado como uma camionete de luxo e não terá status de veículo comercial. A meta é vender por ano na região algo em torno de 10 mil unidades, mas uma data certa para o lançamento ainda não foi definida.

Mercedes volta atrás e diz que nova picape poderá ser oferecida nos EUA

Foto de: Dyogo Fagundes