Justiça brasileira processa GM por omissão de recall do Vectra em 1998

Justiça brasileira processa GM por omissão de recall do Vectra em 1998
A General Motors do Brasil está sendo processada pelo Ministério da Justiça sob acusação de omissão em um provável caso de recall ocorrido com o Chevrolet Vectra em 1998. Através da Secretaria Nacional do Consumidor, o órgão descreve que a montadora apresentou negativa à realização de um chamado envolvendo 139.252 unidades do sedã produzidas entre 1996 e 1998, com risco de apresentar curto-circuito no chicote da bomba de combustível.
Justiça brasileira processa GM por omissão de recall do Vectra em 1998
Conforme explica a Rede Brasil Atual, o processo toma como base os mais de 30 casos de incêndio do sedã que foram denunciados à época, com registro de cinco mortos e cinco feridos em estado grave. A GM, indicam as investigações, teria identificado o problema no ano de 1998 e orientado a rede de concessionárias a realizar o reparo de algumas unidades, porém sem qualquer tipo de convocação ou chamado público conforme determina a legislação. A marca tem até 10 dias para apresentar sua defesa, a partir da instauração do processo. Se condenada, será obrigada a pagar uma multa de aproximadamente R$ 7 milhões.

Justiça brasileira processa GM por omissão de recall do Vectra em 1998

Foto de: Dyogo Fagundes