Teste instrumentado JAC T40 CVT: Abaixo o preconceito

Se um dia os produtos made in China foram motivos de piadas e dúvidas, o novo JAC T40 com câmbio CVT mostra que isso caminha para o fim. Basta ver qual mercado está cada vez mais preparado para a eletrificação, o próximo grande passo da indústria automobilística, e entendemos o que os chineses estão fazendo: evoluindo rapidamente. 

Mais sobre o JAC T40 CVT:

A JAC chegou ao Brasil em 2011, durante o boom das chinesas no mercado brasileiro. De várias que tentaram a sorte, poucas sobreviveram e menos ainda têm realmente uma participação relevante, tanto em vendas quanto em importância. Além da JAC, de Sergio Habib, podemos citar a Chery, que agora está nas mãos da Caoa e promete vários lançamentos de peso, e a Lifan, esta ainda como coadjuvante. 

JAC T40 CVT

Aquele momento foi importante para o mercado brasileiro. A partir dali, as grandes montadoras locais precisaram se mexer e equipar seus modelos de entrada sem subir muito o preço, já que os chineses tinham um bom pacote de equipamentos com valores agressivos. Ao mesmo tempo, porém, muita gente torceu o nariz para automóveis que não tinham a mesma qualidade dos nacionais e importados de países mais tradicionais. 

Mas, como já disse, os chineses estão evoluindo. E não apenas quando falamos em geração para geração, mas as melhorias feitas de ano para ano também são notórias. Menos de um ano depois da chegada do JAC T40 1.5 ma...