Novo SUV médio lembra o Jetta e pode agradar quem busca dirigibilidade

Depois de um primeiro contato ainda na fábrica de São Bernardo do Campo (SP), chegou a hora de finalmente andar no novo Volkswagen Taos. Um dos principais lançamentos do ano, o SUV médio chega a tempo de entrar na briga com Jeep Compass e Toyota Corolla Cross em um segmento que muito crescerá nos próximos anos.

Essa nossa primeira experiência ao volante foi rápida e dentro do Campo de Provas da Goodyear, no interior de São Paulo. O Volkswagen Taos Highline, assim como as outras versões, está equipado com o motor 1.4 TSI de 150 cv e 25,5 kgfm de torque, um conhecido do nosso mercado, com o câmbio automático de 6 marchas e tração dianteira. Vamos focar esta avaliação nas primeiras impressões ao dirigir, mas traremos um teste completo, com números de desempenho e consumo, e outras informações nas próximas semanas.

Menos T-Cross, mais Jetta

O VW Taos não está sobre a mesma plataforma do T-Cross. Enquanto o SUV compacto usa a MQB-A0 (de Polo, Virtus e Nivus), o Taos teve o direito de usar a MQB que está no Jetta e Tiguan, por exemplo, e já esteve no nosso Golf. Seus pontos de refinamento aparecem em características como a suspensão traseira independente multilink e o mesmo entre-eixos do sedã, 2.680 mm.

VW Taos Highline

Com isso, o VW Taos tem um rodar mais refinado que os irmãos menores. Só de se posicionar ao volante, já percebemos a característica posição de dirigir da base MQB, com a ajuda do banco do motorista com ajustes elétricos e a coluna de direção com regulagem de altura e profundidade e o novo volante da marca. É baixa, com os comandos nas posições certas e alinhamento bom entre volante e pedais. 

O motor é um outro conhecido. Apesar da produção na Argentina, o 1.4 TSI sai de São Carlos (SP) e tem 150 cv e 25,5 kgfm de torque com etanol ou gasolina. É uma das diferenças para o modelo norte-americano, que tem o 1.5 TSI de 160 cv. Pode parecer pouco principalmente do Jeep Compass 1.3 turbo (185 cv e 27,5 kgfm de torque), mas é um SUV mais leve (1.420 kg contra 1.585 kg do Compass Longitude testado pelo Motor1.com) e leva a vantagem na relação peso/torque. São 55,7 kg/kgfm contra 57,6 kg/kgfm do Jeep.

VW Taos (Contato Argentina)

O rodar do Taos lembra justamente o Jetta. O SUV mantém muito do que conhecemos da Volkswagen, um carro com suspensão mais firme e com pouca rolagem de carroceria, mas que não prejudica o conforto. No primeiro momento, não é suave como um Compass, mas longe de ser duro, com um conjunto equilibrado. Na pista de testes, fizemos provas de slalon no seco e molhado, curvas de baixas e altas velocidades e até mesmo alguns pontos de piso ruim - assista ao vídeo acima para ver melhor cada ponto. 

Galeria: VW Taos Highline

O mesmo vale para o motor 1.4 TSI. A engenharia da VW trabalhou para o motor responder rápido a qualquer solicitação no acelerador - e possui um seletor de modos de condução, com Eco, Normal, Sport e Individual. O motor turbo parece sempre acordado e o lag é menor que no Compass, tornando o Taos ágil em acelerações e ainda mais nas retomadas. As trocas de marchas não dão trancos e aproveitam essa força do motor. 

Opção ao Compass?

Nosso contato foi breve, mas o Volkswagen Taos 2022 tem as características fortes e conhecidas da marca. Não estávamos errados ao apostar que ele seria um SUV mais dinâmico e bom de dirigir, algo que a engenharia alemã sabe fazer. Por enquanto, é o mais forte concorrente do Jeep Compass, mas isso poderemos afirmar com mais certeza em breve, em um teste mais completo. Até então, ele pode bagunçar o segmento.

Volkswagen Taos Highline 1.4 TSI

MOTOR dianteiro, transversal, 4 cilindros, 16 válvulas, 1.395 cm3, duplo comando de válvulas com variador na admissão e escape, injeção direta, turbo, flex
POTÊNCIA/TORQUE

150 cv a 5.000 rpm; Torque: 25,5 kgfm a 1.500 rpm

TRANSMISSÃO automática com 6 marchas, tração dianteira
SUSPENSÃO McPherson na dianteira e multilink na traseira
RODAS E PNEUS liga leve aro 18" com pneus 215/55 R18
FREIOS discos ventilados na dianteira e discos sólidos traseira, com ABS e ESP
PESO 1.420 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento 4.461 mm, largura 1.841 mm, altura 1.626 mm, entre-eixos 2.680 mm;
CAPACIDADES tanque 51 litros; porta-malas 498 litros
PREÇO R$ 181.790 (R$ 188.720 como testado)

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com