Mudanças na carroceria e estrutura dão mais personalidade e dinâmica ao modelo. Sem falar na grade dianteira...

O pessoal que está trabalhando no desenvolvimento do novo BMW Série 4 deve passar por alguns momentos de frustração. Após dias e mais dias trabalhando num carro que tem que ser diferente do Série 3 (visualmente e dinamicamente), o que mais se fala sobre ele é a respeito da enorme grade dianteira, uma "simples" peça colocada entre os faróis. 

A nova grade duplo-rim tamanho "GG" é o tema principal da próxima geração do cupê médio da BMW. Ainda não está confirmado, mas tenho certeza que será algo como no controverso Concept 4, que estava no Salão de Frankfurt em 2019. Daniel Ferrufino, gerente da família 4 (incluindo o futuro i4, elétrico), parece conseguir conviver com ela. "As pessoas estão falando como nunca sobre o modelo, e isso é bom. Os clientes ao redor do mundo sempre pediram uma maior diferenciação entre o Série 4 e o Série 3, o que conseguirão agora".

O que mudou?

Aliás, isso não acontece apenas na grade, mas em toda a carroceria. O uso de aços nobres mais sólidos e de alta resistência (entre outras coisas nas portas e dianteira) devem tirar entre 1 e 2 kg do peso total. O para-brisas e a janela traseira são mais planos e a traseira tem uma linha de ombros mais muscular, totalmente diferente do Série 3. 

Mesmo com bastante camuflagem, já vemos que as proporções estão prontas. A frente é agradável e plana, com uma linha que sobe rumo à traseira. Isso também deve contribuir para o coeficiente aerodinâmico ser melhor que os 0,23 do atual Série 3. Além disso, o Série 4 tem alguns centímetros no comprimento, mantendo o mesmo entre-eixos do sedã. 

Predrive Test BMW 4er Coupé 2020 Prototyp
Predrive Test BMW 4er Coupé 2020 Prototyp

Mas vamos parar de falar sobre design. Além da camuflagem esconder bastante do novo carro, hoje estamos aqui para falar da dinâmica. A equipe de Ferrufino enfatiza a excelente base que o Série 3 oferece neste quesito, mas cita diversas otimizações. Em resumo, ele se difere do Série 3 em:

  • 57 mm a menos na altura da carroceria;
  • Centro de gravidade 21 mm mais baixo;
  • Maior rigidez graças aos novos suportes dianteiros, além de novos pontos de fixação na estrutura e suportes adicionais no eixo traseiro;
  • 0,8 graus de cambagem negativa no eixo dianteiro;
  • Calibração própria de molas, amortecedores, direção e freios;
  • Menor elevação do eixo traseiro.

De acordo com o chefe do Série 4, tudo isso garante "um estilo de direção mais confiante, no qual você precisa trabalhar menos quando se está no limite". 

Onde estão as diferenças?

Para ver isso tudo, sento em um 430i com tração traseira, suspensão M-Sport opcional (com direção variável de série) e o diferencial traseiro M-Sport. O interior ainda está totalmente coberto, mas não ficará muito diferente do Série 3. A porta se fecha ainda de forma estranha, algo comum em um carro pré-série. O motor liga e aparece uma animação no painel de instrumentos digital, mostrando como será no carro definitivo. Não posso falar muito, mas a grande grade está chegando, podem ter certeza disso. 

Predrive Test BMW 4er Coupé 2020 Prototyp

Percorremos maravilhosas entradas rurais até Hallertau, o centro de cultivo de lúpulo da Baviera, no sul da Alemanha. A área não merece apenas elogios por sua contribuição para a gloriosa cerveja da região, mas também por curvas sensacionais. Curvas que o 430i gostou muito e onde se mostrou incrivelmente emocional e rápido. 

O quatro cilindros de 2.0 litros e 258 cv possui um novo sistema de filtragem de gases do escape com NoX-Kat, otimizado para o Euro6d. O que mais impressiona, no entanto, é o desenvolvimento que ele teve nos últimos anos. Ele brilha com ambição, responde sensacionalmente, parece poderoso e soa bem. Certamente um dos melhores quatro cilindros do mercado. Não é preciso mais que isso. Já a direção, para mim, ainda não é melhor em sensibilidade, um pouco pesada e emborrachada, mas informa bem o que acontece logo abaixo de você.  

No geral, o Série 4 é um pouco mais ágil e rápido para dirigir que o Série 3. É especialmente bom - ao menos nessa configuração - por ser o mais natural dos carros de Munique. Ele é grande e firme, mas ainda anda bem. Isso cria um comportamento de condução mais divertido e analógico, além de oferecer um melhor conhecimento quando no limite. O motor turbo 2.0 tem potência suficiente para tornar tudo tangível com a diversão da tração traseira. É um BMW moderno com muitas qualidades. Uma configuração que deve ser considerada. 

O M440i xDrive é melhor?

Isso depende de como você gosta do seu cupê esportivo. Ele é visivelmente mais firme, mais focado e mais ativo. Mas também mais nervoso e nem todo mundo - inclusive eu - é fã disso. O M-Performance possui a suspensão adaptativa, mas a BMW ainda não disse o que distinguirá as versões mais poderosas, como a M340i, das demais, como ajuste de suspensão mais agressivo, freios maiores e configurações especiais de molas, amortecedores e direção. O bloqueio eletrônico do diferencial traseiro é um item de série. 

O motor turbo de 6 cilindros tem um novo recurso. Com 374 cv de potência e 51 kgfm de torque, agora foi aliado ao sistema híbrido-leve de 48 volts, aplicado pela primeira vez em um motor a gasolina da BMW - e a primeira vez em um seis cilindros. 

Predrive Test BMW 4er Coupé 2020 Prototyp
Predrive Test BMW 4er Coupé 2020 Prototyp

O sistema pesa 32 kg e gera cerca de 11 cv a mais por até 10 segundos com a ajuda do motor de partida de 48 volts. Até os 160 km/h, ele pode trabalhar no modo Comfort. A BMW também diz que isso melhora as respostas em baixas rotações. 

Em operação normal, quase não se percebe que está ali, pois o motor 3.0 de 6 cilindros em linha já reage muito bem. O carro é tão prazeroso e animado que fica a dúvida sobre o que esperar de um novo M4. Se eu pudesse escolher, gostaria de um pouco mais de autenticidade. Embora o M440i resolva todas as tarefas dinâmicas de condução, ele não pode ser tão sintético.  

Seu sistema de tração integral é perfeitamente coordenado, enfatizando a traseira. E a agilidade do carro é impressionante. No entanto, o 440i foi projetado para ter uma dinâmica bem parecida com a de um jogo de computador. Talvez alguém ainda possa fazer algum ajuste nesse veículo, que está 95% pronto. 

O que mais preciso saber?

Os bancos esportivos encaixam o corpo como uma luva e são confortáveis. A BMW também se orgulha do espaço traseiro. Com 1,85 m de altura, uma pessoa fica com a cabeça apertada, mas ombros e pernas contam com espaços generosos. 

Visualmente, a BMW mostrará muita coragem com o novo Série 4, mas há pouco a temer quando falamos em condução - é o que podemos dizer até aqui. Nesta primeira avaliação com o modelo pré-série, ele estava extremamente ativo e maduro. O lançamento oficial será em junho, quando finalmente descobriremos o tamanho da grade dianteira. 

Fotos: divulgação

Galeria: Primeiro contato: BMW Série 4 Coupe 2021