A melhor relação peso-potência da Ferrari é apoiada por um chassi estelar

Há momentos na vida de uma pessoa que marcam você para sempre. São as "primeiras vezes" de tudo o que fazemos e que geralmente lembramos com emoção. No meu caso, como eu nasci a poucos quilômetros de Maranello e vivia agarrado à cerca deste circuito durante a minha infância, o fato de encontrar-me pela primeira vez com a última novidade da Ferrari, a 488 Pista, em Fiorano, foi um mix de memórias e emoções que somente o Cavallino pode proporcionar.

Mais da Ferrari:

Até hoje, nunca houve uma versão especial tão "extrema". A lista me dá arrepios, começando pelo primeira Challenge 348, continuando com a 355360 Stradale Challenge430 Scuderia (este desenvolvido com Michael Schumacher), até a 458 Speciale. Todos foram criados para serem muito rápidos, o que é óbvio mesmo que o motor não esteja desligado. Basta olhar para eles que é possível notar o refinamento aerodinâmico e ter uma noção de quão rápidos eles são.

Neste sentido, a 488 Pista é 20% mais eficiente do que a GTB e isso se deve a diversas modificações, como a adição de um Duto S interno na parte dianteira do esportivo italiano, dutos laterais herdados da 488 GTB, que movem o ar das laterais para a saída de ar debaixo do spoiler traseiro, conectados diretamente à entrada de ar do motor V8.
Ferrari 488 Pista, prova sul circuito di Fiorano

Como anda?

É uma tradição da Ferrari realizar um batismo de fogo. Sentado ao lado do chefe dos pilotos de teste da marca, Raffaele de Simone, fiz algumas voltas de aquecimento, que já mostraram todas as qualidades do 488 Pista. A harmonia do esportivo ao fazer as curvas é incrível, e todo o downforce aerodinâmico fica evidente ao passar dos 180 km/h.

Minhas três voltas em Fiorano (qualidade, não quantidade!) me surpreenderam. Eu não esperava guiar com tanta confiança em tão pouco tempo. A transmissão automatizada de dupla embreagem e 7 marchas é muito rápida, fazendo trocas em 30 milisegundos no modo Race. Fiquei assustado com a violência das trocas feitas pela segunda embreagem, que podem ser sentidas no eixo traseiro ao dirigir numa reta. 

Ferrari 488 Pista, prova sul circuito di Fiorano

O fantástico sistema de freios da Brembo, com freios de carbono-cerâmica e o servo-freio da 488 Challenge, tem um curso de pedal bem curto, mas que não diminui a nossa confiança ao entrar nas curvas (o lugar onde este supercarro se diverte).

Ao ativar o modo Track, tudo fica ainda mais sensível e ágil em comparação à GTB, sem perder o controle, mesmo em uma saída de traseira. O novo sistema Dynamic Enhancer da Ferrari, um opcional, entra em ação quando o motorista ativa o modo Pista, desligando o controle de tração. A beleza deste sistema está na capacidade de controlar a Ferrari com milímetros de precisão, de forma bem suave. Apesar do nome do carro, é perfeito para as ruas normais com o uso de suspensão ativa.

Ferrari 488 Pista, prova sul circuito di Fiorano
Ferrari 488 Pista, prova sul circuito di Fiorano

Uma curiosidade

A 488 Pista tem 50 cv a mais do que a GTB e 11,7 kgfm a mais de torque em comparação com a 458 Speciale, graças ao ajuste feito no motor 3.9 V8 biturbo. Conta com impressionantes 720 cv a 8.000 rpm e um torque de 78,5 kgfm a 3.000 rpm. Pesa 1.280 kg, 90 kg a menos do que a GTB, fazendo com que seja o modelo de produção com a melhor relação peso-potência da Ferrari. É fácil entender porque o esportivo marcou uma volta de 1:12.5 em Fiorano, cerca de 2 segundos menos do que a GTB e a 458 Speciale.

Ferrari 488 Pista, prova sul circuito di Fiorano
 

Quanto custa?

Obviamente, a Ferrari 488 Pista compete diretamente com o Porsche 911 GT2 RS e McLaren 720S em todos os aspectos, inclusive preço. Custa 296 mil euros, cerca de R$ 1,29 milhão em conversão direta, excluindo itens opcionais como as rodas de fibra de carbono que reduzem o peso do veículo em cerca de 20%. Seu principal argumento é a disponibilidade: a Ferrari 488 Pista não é uma edição limitada por unidades, e sim por tempo de produção. Então, se você é rico e quiser esta macchina, é melhor correr.

Motor 3.9 V8 biturbo
Potência 720 cv / 78,5 kgfm
Transmissão Automatizada de dupla embreagem e 7 marchas
0 a 62 mph 2,85 segundos
Velocidade máxima 340 km/h
Número de assentos 2
Preço de entrada €296.000 (R$ 1,29 milhão)

Ferrari 488 Pista, teste no circuito di Fiorano