Apesar dos atrasos por conta da pandemia, a Haojue está aos poucos confirmando algumas das promessas que vez para o mercado brasileiro no último Salão Duas Rodas, que aconteceu em 2019. Lá, a empresa controlada pelo Grupo JTZ (ligada à J.Toledo, que traz as motos Suzuki) afirmou que a Master Ride 150 e a NK 150 chegariam por aqui em 2020.

Após alguns atrasos, a custom de baixa cilindrada foi confirmada para cá em julho e chegará em setembro. Agora, a Haojue do Brasil confirmou que a aventureira de entrada também desembarcará nas lojas nacionais no primeiro trimestre de 2022. A NK 150 já vendida em alguns países da América do Sul, como Chile e Colômbia.

Haojue NK 150

A marca ainda não confirmou, porém, as especificações nem o preço da moto para o mercado brasileiro. O propulsor é o mesmo monocilíndrico de 149 cm³ com arrefecimento a ar encontrado em motos como as Haojue Chopper Road e DK 150. Ele pode ser alimentado por carburador ou por injeção eletrônica (como na DK 150S FI). No primeiro caso, entrega aqui 11,3 cv de potência e 1,16 kgfm de torque. No segundo, 12,1 cv e 1,24 kgfm de torque.

O site chileno da empresa divulga que a Haojue NK 150 tem 12,3 cv e 1,27 kgfm, levando a crer que a aventureira deve desembarcar por aqui com injeção eletrônica. Por lá, a moto mede 1,16 m de altura e 2,07 m de comprimento. O assento fica 839 mm do chão e o peso da moto em ordem de marcha chega a 137 kg.

Galeria: Haojue NK 150

O visual da Haojue NK 150 lembra muito o da antiga Honda Bros 150, hoje 160, e a campeã de vendas nessa categoria deverá ser a principal rival da novidade. A Bros 160, porém, acabou de receber mudanças para a linha 2022. Considerando que a NK 150 muda pouco nos mercados onde é oferecida, é possível considerar algumas características da moto chilena.

Lá, a Haojue NK 150 tem suspensão por garfo telescópico na dianteira e quadro elástico monoamortecido na traseira. As rodas são raiadas, com 19 polegadas na dianteira e 17 na traseira. Elas são calçadas por pneus de medidas 90/90 R19 e 110/90 R17, respectivamente. O freio dianteiro é a disco, mas o traseiro usa tambor. Para o mercado brasileiro, ao menos o sistema de acionamento de freio combinado deverá chegar, mas ABS ainda é uma possibilidade. No Chile, a Haojue NK 150 custa 1.849.000 pesos chilenos, ou aproximadamente R$ 12.718 na conversão direta.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com