O mercado de picapes está crescendo mundo afora. Prova disso é que só no 1º semestre deste ano tivemos o lançamento mundial de dois modelos importantes, como Hyundai Santa Cruz e Ford Maverick – ambas com porte de Fiat Toro e plataforma monobloco. A Honda até tem uma picape monobloco, a Ridgeline, mas como seria se a marca japonesa apostasse também no segmento de picapes médias de chassi?

A resposta é a imagem da projeção que abre esta nota, que foi revelada no Instagram pelo perfil automotivo @theottle. A ideia do designer surgiu com base na parceria entre a Honda e a Isuzu nos anos 1990, quando a Honda vendia picapes da Isuzu com sua marca, enquanto a Isuzu comercializava os sedãs da Honda com seu emblema no sudeste asiático.

Honda Tourmaster
Honda Tourmaster
Isuzu Faster
Isuzu Faster / Isuzu Pickup

Se você não sabe, a Honda nunca teve uma picape média de sua autoria produzida com base em chassi. A única época que ela teve uma picape desse tipo com sua marca era justamente quando vendia a Honda Tourmaster, uma caminhonete produzida entre 1996 e 1999 que era basicamente a Faster – picape desenvolvida pela também japonesa Isuzu naquela época. Ou seja, a picape Tourmaster era uma Isuzu Faster com o emblema da Honda, sendo voltada para o mercado da Tailândia.

Mas voltando a projeção, o autor pegou como base a Isuzu D-Max, assim revivendo a parceria da Honda com a Isuzu nos anos 90’ e também resgatando o nome Tourmaster. Em outras palavras, a única picape sobre chassi que a Honda teve em sua história, mas isso sem ser um projeto de sua engenharia, muito menos saída de suas pranchetas de design. Foi basicamente um “rebadge”, algo como o Dodge Journey e Fiat Freemont, mas com diferença que eles estavam sob o guarda-chuva da mesma montadora...

 

Assim, o designer pegou a Isuzi D-Max como base e trouxe elementos do Honda Pilot, SUV de 7 lugares da Honda vendido nos Estados Unidos. O designer aplicou na releitura da picape Tourmaster os faróis e a grade dianteira, mas mudou alguns detalhes como o canto dos faróis que se une ao desenho de abertura do capô. Já a luz DRL é posicionada somente nas extremidades da peça, enquanto o Pilot têm luzes diurnas de LED que contornam a parte superior da régua cromada na grade. Já no para-choque nada mudou, sendo o mesmo do utilitário.

Honda Tourmaster 2021 projeção
Honda Pilot

No geral, a projeção ficou bem feita e nos deu uma noção de como ficaria uma picape média da Honda para brigar com Toyota Hilux, Chevrolet S10, Ford Ranger, Volkswagen Amarok e Nissan Frontier. Hoje, a Honda fabrica somente a Ridgeline para o mercado americano, que conta com outra proposta ao trazer base monobloco, além de porte maior do que a nossa Fiat Toro e a recém-lançada Ford Maverick.

Galeria: Isuzu D-Max 2020

Caso essa hipotética parceria entre a Honda e Isuzu viesse acontecer nos dias de hoje, a nova Tourmaster pegaria emprestado da D-Max o chassi robusto, bem como o motor 3.0 turbodiesel de 190 cv e 45,89 kgfm de torque (disponível desde 1.600 rpm), que no mercado australiano pode ser combinado com um câmbio manual ou automático de 6 marchas, sempre com tração 4x4 com reduzida. E aqui vale uma curiosidade: a montadora japonesa é uma das maiores produtoras de motor a diesel do mundo.

Se a picape Tourmaster virasse realidade, a Honda passaria a ser a terceira marca a usar a plataforma da D-Max. Além da própria Isuzu, a montadora tem parceria com Mazda, que usou o D-Max como base para lançar sua picape BT-50, vendida principalmente em mercados da Ásia, África e alguns da América do Sul. E você, acha que a Honda deveria entrar no mercado de picapes médias mais robustas feitas sobre chassi?

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com