Modelo passou por atualizações no final do ano passado, incluindo uma revisão no motor e na aerodinâmica

A nova Kawasaki ZX-10R 2022 acaba de ser anunciada para o Brasil. A esportiva recebeu mudanças importantes na mecânica, na ciclística, na eletrônica e no visual. O modelo será oferecido em duas opções de cores: Preto Ebony, mesclando preto fosco com detalhes verdes e brancos, e KRT, imitando os modelos de competição com o tradicional tom de verde da Kawasaki e detalhes pretos, brancos e vermelhos. A moto chegará às lojas na 2ª quinzena de junho.

O que mudou?

Começando pela mudança que mais salta aos olhos, o visual da nova Kawasaki ZX-10R 2022 deixou a novidade bastante distante do modelo 2020. Os faróis são menores e mais compactos, com a carenagem frontal ganhando uma bolha 40 mm mais alta e um par de asas integradas responsáveis por aumentar a pressão aerodinâmica gerada pela moto em até 17%.

Galeria: Kawasaki ZX-10R 2021

Para o piloto, a nova ZX-10R também apresenta algumas alterações significativas. Os semiguidões estão um pouco mais separados entre si, aumentando a largura total, e foram instalados 10 mm para frente para acomodar o piloto e dar mais segurança nas mudanças de direção. Nesse sentido também, as pedaleiras estão 5 mm mais altas.

Falando em ciclística, algumas medidas da ZX-10R 2022 mudaram. O entre-eixos ficou mais longo, passando de 1,44 m para 1,45 m. A inclinação da balança traseira foi aumentada em 8 mm e o deslocamento dessa roda aumentou 2 mm. A suspensão continua sendo oferecida pela Showa, com braço invertido na dianteira.

Na traseira, recebeu amortecedor mais verticalizado. Ambos possuem ajustes individuais de retorno e compressão, sendo que atrás ainda há regulagem de pré-carga. A dianteira recebeu uma discreta diminuição na carga das molas, enquanto a traseira ficou mais rígida. Os freios são Brembo do modelo M50 (disco duplo de 330 mm na dianteira e simples de 220 mm na traseira).

Kawasaki ZX-10R 2021
Kawasaki ZX-10R 2021

Nova eletrônica

Outro componente importante da nova Kawasaki ZX-10R é a eletrônica embarcada. Agora, toda a iluminação da moto é feita por lâmpadas de LED e dispõe de controles eletrônicos de largada, empinada, tração e ABS atuante em curvas. A grande inovação é a inclusão do acelerador eletrônico que, além de auxiliar no gerenciamento dos controles, permite que a moto ofereça controle de cruzeiro.

Há ainda 4 modos de condução selecionáveis, sendo 3 pré-programados e um customizável. Ele atua na entrega de potência (3 níveis) e na interferência do controle de tração (6 níveis). Além disso, a moto traz quickshifter bidirecional, que dispensa o uso de embreagem e o alívio no acelerador tanto nas trocas de marchas para cima quanto para baixo.

Outra adição relevante na eletrônica é a introdução de um novo painel de instrumentos digital com tela de TFT colorida. Ela se conecta com o aplicativo Rideology da Kawasaki, que permite o uso de telemetria remota. O painel possui duas configurações de exibição: estrada e corrida, mudando a disposição dos mostradores. O fundo pode ser escuro ou claro. Acima do painel, há um indicador de troca de marcha que pode ser configurado na rotação que o piloto desejar.

Kawasaki ZX-10R 2021
21ZX1002L_40RGN1ARSA2CG_A

Mecânica

Na mecânica, a nova Kawasaki ZX-10R 2022 manteve o quatro cilindros em linha de 998 cm³ de capacidade com arrefecimento a líquido, mas passou por grandes revisões. Além do acelerador eletrônico, ganhou um novo radiador de óleo, comando de válvulas mais agressivo, novos dutos de admissão e uma tubulação menos restrita do escape até o catalisador.

O câmbio permanece com seis velocidades e transmissão final por corrente, mas a fabricante encurtou as relações das três primeiras marchas para priorizar a aceleração e a nova curva de potência do motor. A embreagem do tipo deslizante, atuando em conjunto com o controle de intensidade do freio motor, permite reduções de marcha mais agressivas sem o travamento da roda traseira.

A Kawasaki não divulgou os dados de potência e torque do propulsor repaginado. No mercado norte-americano, a nova ZX-10R entrega um pico de potência de 203 cv, agora alcançado a 13.200 rpm em vez de 13.500 rpm, número que pode chegar a 213 cv com o sistema de indução forçada ativo (pequeno buraco entre os faróis). O torque é de 11,7 kgfm. A ausência dos números para o Brasil pode indicar que a moto tenha perdido um pouco de desempenho por causa das novas restrições do regime Proconve L7 de emissões, mais rígidos. Isso também ocasionou uma pequena perda de potência da nova Honda Africa Twin em relação ao modelo europeu.

21ZX1002L_40RGN1AFAB2CG_A

Preço

Os preços para a nova Kawasaki ZX-10R 2022 no Brasil partem de R$ 97.990, já com o frete incluso, na cor preta, e vão até R$ 99.990 para a KRT. A marca reforçou que os preços são promocionais de lançamento e devem subir em breve. Os 100 primeiros compradores ainda receberão um capacete da Shoei, modelo GT Air 2, com grafismos inspirados pela moto, e um kit composto por uma caixa com o manual, chave reserva, plaqueta comemorativa e um pen drive com conteúdos adicionais.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com