Produção da 2ª geração do SUV começa no último trimestre de 2021; motor será o mesmo 2.0 turbo flex de 250 cv do modelo importado

Produzido no Brasil entre 2016 e 2019, o Range Rover Evoque voltará a ser produzido pela Land Rover na fábrica de Itatiaia, no Rio de Janeiro. O anúncio acontece em um momento de boas vendas do SUV, que nos primeiros quatro meses do ano vendeu nada menos do que 534 unidades. Importada da Inglaterra desde julho de 2019, a 2ª geração do Evoque começa a sair da linha de montagem na planta fluminense a partir do último trimestre de 2021.

Assim como o importado, o Evoque de 2ª geração “made in Brazil” traz a plataforma Premium Transverse Architecture (PTA). Além disso, ele virá equipado com motor 2.0 turbo flex de 250 cv e 37,2 kgfm de torque, sempre com transmissão automática de 9 marchas. Com isso, o Evoque se junta ao Discovery Sport na fábrica de Itatiaia, que passa a produzir agora dois modelos diferentes.

Galeria: Range Rover Evoque 2021

De acordo com a Land Rover, o complexo fabril de Itatiaia passa por um grande processo de modernização para poder produzir a segunda geração do Evoque. A marca ainda afirma que “o Evoque nacional entregará o mesmo grau de tecnologia, luxo e conforto que a família Range Rover entrega em todo o mundo”. Com o retorno da produção do Evoque e da recém-inaugurada operação de restauração de clássicos da Jaguar Land Rover, a marca afirma que a fábrica ultrapassou a marca de 400 funcionários – uma boa notícia em tempos de pandemia, no qual a economia passa por momento conturbado.

“Esse será mais um grande passo da Jaguar Land Rover para se firmar ainda mais no Brasil. O Evoque é um dos nossos modelos mais vendidos no país e sua essência representa, mais do que nunca, o que a marca quer traduzir ao seu público e o que queremos buscar com a nova estratégia global: uma visão de luxo moderno através do design, da qualidade e da eficiência”, comenta Frédéric Drouin, Presidente da Jaguar Land Rover América Latina e Caribe.

Voltando ao Evoque nacionalizado, ele terá como destaque entre os equipamentos a avançada central multimídia PIVO PRO, a mesma usada no novo Defender e que conta com sistema de atualização online; câmera com visão 360º com função ClearSight (que exibe uma imagem do chão sob o capô) e sensor de profundidade (útil para usar em locais com trechos submersos). O SUV ainda conta com aletas de troca de marcha de alumínio e revestimento interno com acabamento em couro Windsor.

Por fim, o Range Rover Evoque 2021 traz as novas cores cinza Nolita, azul Portofino, bronze Lantau, cinza Carpathian e prata Silicon. Até a chegada da versão nacional, que chegará em duas versões com motor 2.0 flex de 250 cv, a Land Rover ainda continua vendendo o Evoque importado em versão única, a R-Dynamic SE por R$ 357.950.

Com o retorno da produção do Evoque na fábrica de Itatiaia, as especulações de que a Jaguar Land Rover deixaria de produzir no Brasil (à exemplo da Audi e Mercedes) caem por terra.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com