Visual da dianteira foi radicalmente transformado no facelift

Enquanto muitas montadoras optam por ajustes pontuais e atualizações leves, outras aproveitam as reestilizações para modificar profundamente o design de seus carros. É o caso da anglo-chinesa MG com a recém-atualizada picape média Extender. A camionete teve todo o estilo da dianteira modificado e acaba de estrear em mercados da Ásia com visual pra lá de exótico.

O conjunto frontal, de estilo até então bastante sóbrio, deu lugar à linhas bem mais ousadas e chamativas. A grade ganhou ainda mais destaque e passou a ocupar toda a porção central do para-choque com barras horizontais cromadas. Além disso, os faróis agora são divididos em dois conjuntos e têm iluminação em LED nas versões mais caras.

Galeria: MG Extender

Já a traseira recebeu mudanças principalmente na tampa da caçamba. Agora, a peça tem revestimento preto por toda a superfície, além de uma faixa vermelha refletiva interligando as lanternas. As rodas de liga-leve também são novas, variando de acordo com cada versão.

A gama é composta pelas versões de cabine simples e dupla. Neste último caso, as medidas incluem é 5365 mm de comprimento, 1900 mm de largura, 1850 mm de altura, 3155 mm de distância entre-eixos e 216 mm de altura em relação ao solo. Sob o capô, o motor 2.0 turbodiesel entrega 161 cv e pode vir associado aos câmbios manual ou automático, sempre de 6 marchas. A tração pode ser traseira ou 4x4.

MG Extender
MG Extender

Na Ásia, o principal mercado da Extender é a Tailândia - país considerado paraíso das picapes médias e onde o segmento representou em 2020 cerca de 46,1% das vendas totais de veículos. A categoria é liderada pela Isuzu D-Max, com 160.328 unidades vendidas no ano passado, seguida por Toyota Hilux com 129.893, Mitsubishi L200 Triton com 25.704 e Nissan Navara (Frontier) com 13.523. A Extender, por sua vez, emplacou 5.387 exemplares.

A MG, não custa lembrar, é originalmente inglesa, mas hoje pertence ao grupo chinês SAIC. A Extender, na prática, é um rebadge feito a partir da Maxus T70, cuja marca também é ligada ao conglomerado de Xangai.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com